Embora Steve Jobs não fosse um fotógrafo, ele realmente se preocupou com ela nos produtos da Apple. Sua visão, impulso e paixão são características que podemos aprender e aplicar na fotografia para que você se torne um fotógrafo melhor.

Por isso vou descrever 10 características de Steve Jobs que eu sinto que poderia fazer de você um fotógrafo melhor. São traços que marcaram sua vida e carreira, marcas que podem ser usadas em qualquer área da sua vida profissional ou pessoal.

#1 – MANTENHA-SE FOCADO

Uma das maiores habilidades de Steve Job era se concentrar. Depois que Jobs foi “expulso” da Apple para retornar mais tarde, ele encontrou a empresa sofrendo porque não tinha foco. Ao invés de se concentrarem em produtos que vendiam e tinham futuro, a companhia se dedica a várias linhas de equipamentos de forma que não existia foco em suas tomadas de decisões.

Quando Steve Jobs assumiu o controle novamente, sua primeira ação foi trazer o foco dos produtos menores e menos importantes para o maiores e mais importantes primando pela qualidade e não pela quantidade de produtos.

Use a mesma abordagem para sua fotografia. Não fique distraído; fique focado em seu trabalho. Por exemplo, se você comprar uma nova câmera ou lente, fique ela por pelo menos um ano. Isso realmente ajudará você a entender e dominar seu equipamento.

Se você está trabalhando em um projeto ou ensaio, não assuma outros. Pegue um trabalho por vez. Haverá momentos em que a situação pedirá que trabalhe simultaneamente em 2 ou 3 projetos; não é o ideal, mas se for o caso, que seja temporário e rápido.

#2 – BUSQUE SIMPLICIDADE

Steve Jobs realmente acreditava no mantra “menos é mais” e eu concordo plenamente com essa afirmação. Sempre que trabalhava em um produto da Apple, em vez de pensar em quais características ele poderia adicionar, ele pensava em quais recursos poderia remover.

Por exemplo, ao fazer o iPad ele queria o menor número de botões na tela possível porque isso o ajudaria a se concentrar mais na tela. O mesmo aconteceu com o iPod original. Como um usuário pode acessar sua música com facilidade usando apenas três cliques?

O problema que vejo no trabalho de muitos fotógrafos é que suas imagens geralmente são muito complexas ou poluídas. Em vez de buscarem cenários com muita informação, prefiro aconselhar que procurarem fundos simples. Ao invés de ter 20 pessoas nas suas fotografias, busque compor com apenas uma, duas ou três no máximo.

Existem fotógrafos como Alex Webb que são capazes de criar imagens visualmente complexas que funcionam – mas ele está em um degrau diferente de nós, meros mortais.

#3 – SEJA BRUTAL COM VOCÊ MESMO

Uma das coisas negativas sobre Steve Jobs foi que ele sempre pintou as coisas de preto e branco. Se ele não gostasse de alguma coisa, ela estaria condenada para sempre. Nunca mais teria uma chance.

Tome a mentalidade do “somente o melhor” e aplique em sua fotografia. Embora eu acredite que cada fotografia tenha um certo nível de mérito, sinto que, em última instância, existe uma fotografia “funciona” e uma que “não funciona”.

Faça uma triagem nas suas fotos e selecione somente as 20 melhores fotografias do ano passado. Somente as que realmente ficaram excepcionais. Pode parecer um trabalho simples, mas possivelmente não conseguirá atingir essa quantidade. Mostre ao mundo somente suas melhores fotos.

Steve

#4 – REINVENTE SEU TRABALHO

Uma vez que você tenha criado um projeto ou sessão de fotos da qual se orgulhe, não se acomode e repita a mesma receita de bolo no próximo trabalho.

A Apple era vista apenas como uma tecnologia informática, porém após o iPod, eles começaram a se reinventar como uma empresa de música. Agora, com o iTunes e o iCloud, eles se tornaram um mercado e um hub de mídia.

Experimente um estilo de fotografia, foque nele, aprimore as técnicas e quando sua fotografia estiver boa, troque seu estilo e reinvente seu trabalho.

#5 – FIQUE FAMINTO, FIQUE TOLO

Uma das citações mais inspiradoras de Steve Jobs foi: “fique com fome, fique tolo”. Ele nunca se conformou com a “norma” e fazer o que os outros estavam fazendo. Quando disseram que não era possível fazer algo, ele arrumou uma forma de conseguir.

Ele continuou inovando o iPod para torná-lo menor, mais elegante, rápido e fácil de usar. Ele continuou mudando os MacBooks para que eles fosse mais poderosos, finos e bonitos. Ele nunca considerou a mediocridade como uma solução.

Não deixe a paixão morrer. Mantenha sempre sua câmera sempre perto e fotografe constantemente com seu coração. Não se contente com uma foto boa, queira sempre a foto sensacional.

#6 – CRIE UM CAMPO DE DISTORÇÃO DE REALIDADE

Uma das coisas que Steve Jobs conseguiu fazer muito bem foi criar um “campo de distorção de realidade”. Isso funcionou de maneira positiva e negativa para ele. Por um lado, ajudou a motivar seu time a finalizar os projetos em determinados prazos (independentemente do quão “impossível” eles pareciam), mas por outro lado conseguiu que as pessoas manipulassem com muita facilidade.

Não permita que diminuam sua fotografia. Continue dizendo a si mesmo que o que você está fazendo é capturar a beleza da vida cotidiana e o que você está fazendo é uma coisa boa. Quanto mais você se convencer das coisas positivas que você está conseguindo através da sua fotografia, mais sua atitude em relação à fotografia melhorará.

A realidade é o que fazemos dela. Crie uma realidade positiva para si mesmo.

Steve

#7 – PERCEBA QUE UM DIA VOCÊ MORRERÁ

Quando Steve Jobs descobriu que tinha câncer, ele não deixou que isso o dominasse. Em vez disso, a doença se tornou uma motivação para ele realizar tudo o que podia com sua carreira antes de morrer. Mesmo quando estava fraco por causa da quimioterapia, ele ainda tinha forças para ir a reuniões da diretoria e até participar de alguns lançamentos de produtos da Apple.

Perceba que um dia você vai morrer também. Quem sabe quando vamos morrer? Por isso pense em quais imagens você quer ser lembrado quando morrer. Claro, não deixe isso te deprimir.

É curioso que a maioria dos fotógrafos famosos que já morreram não são conhecidos por mais de que 10 fotografias. Pense em Cartier-Bresson, em que imagens você se lembra dele? O homem saltou sobre a poça, o casal se beijando no café, o ciclista e assim por diante. Henri Cartier-Bresson fotografou por cerca de 30 anos, o que significa que ele criou 3 ótimas imagens a cada ano. Mesmo o famoso fotógrafo da Magnum, Martin Parr, que faz 300 mil imagens por ano, só tem 10 imagens incríveis.

Pense em quais 10 imagens você deseja ser conhecido antes de morrer – e deixe essa ser sua força motivadora.

#8 – ACEITE FALHAS

Depois que Steve Jobs construiu a Apple para ser uma empresa de vários milhões de dólares, ele foi expulso de sua própria empresa pelo conselho. “Desempregado” ele acabou iniciando a NeXT – uma nova empresa de informática que desenvolveu um sistema operacional da próxima geração (que acabou sendo usado no OSX) e logo se tornou CEO da Pixar, transformando o pequeno estúdio de animação em uma animação empresa internacional com grandes sucessos como Toy Story, Cars, e assim por diante.

Eventualmente Jobs recuperou o controle da Apple, mas o fracasso de ser expulso de sua própria empresa o ajudou a ganhar mais experiência em outras empresas e fazer da Apple uma empresa maior ainda.

Na fotografia você falhará constantemente, no entanto, o fracasso não é algo para desanimar. Em vez disso, deixe que ele seja a bússola que o conduz ao caminho certo. Se você está frustrado com seu próprio trabalho, descubra um novo projeto com o qual você possa se mais apaixonar mais uma vez. Abrace o fracasso e perceba que ele é um dos passos mais importantes em direção a grandeza.

#9 – DIVERSIFIQUE SUAS EXPERIÊNCIAS

Quando Steve Jobs estava na faculdade, suas experiências foram muito diversificadas: ele estava no rock and roll, no Budismo Zen e até mesmo cursou cursos de caligrafia. Pouco ele sabia na época, mas cursar caligrafia o inspiraria a criar a tipografia do Mac original, o que nunca havia sido feito antes. Os computadores durante desde sempre usavam letras de bloco que eram feias. O budismo zen ajudaria a criar uma experiência de usuário muito simplificada e assim por diante.

Portanto, se você quer se tornar um fotógrafo melhor, viva e experimente coisas novas. Vá para museus de arte moderna, pintura, desenho, estude psicologia! Pense em como suas experiências únicas afetam ou influenciam sua voz ou estilo pessoal na fotografia.

#10 – BONS ARTISTAS COPIAM, GRANDES ARTISTAS ROUBAM

A Apple não inventou necessariamente alguma coisa, ela usou e aprimorou muitos conceitos já existentes. Por exemplo, Steve Jobs primeiro pensou no conceito de um sistema operacional baseado em um sistema da Xerox – chamado “Xerox PARC”. Steve Jobs usou o mesmo conceito e criou seu próprio sistema com suas modificações.

A criatividade é um produto da combinação de vários conceitos que já existem.

Portanto, se um dia encontrar um fotógrafo que você admira, não se sinta mal por “roubar” uma ideia ou conceito. Você nunca conseguirá copiar exatamente igual, sempre haverá variações que serão próprias da sua linguagem fotográfica.

Steve

10 Traços de Steve Jobs que podem fazer de você um fotógrafo melhor

Steve Jobs morreu em 5 de outubro de 2011, contudo seu trabalho e visão estão vivos até hoje e possivelmente ainda estarão quando eu morrer. Seu legado permaneceu assim como seu conceito.

Podemos aprender com ele e aplicar esses 10 traços em sua fotografia para melhorá-la e levá-la a outro nível. É possível! Acredite.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.