Você percebeu a diferença entre essas duas lentes? Muito bem! É isso mesmo! Saber o que significa AF-P e AF-S pode melhorar muito sua fotografia!

Com a quantidade de lentes, marcas e nomenclaturas fica cada vez mais complicado reconhecer e saber exatamente o que está comprando.

Por isso é tão importante pesquisar para conhecer cada detalhe da sua nova lente.

A diferença entre esses dois tipos de lentes implica em tecnologias diferentes e anos de evolução.

Obviamente isso interfere diretamente na sua fotografia.

Tenho certeza que você já foi surpreendido ao comprar uma câmera e quando notou a lente percebeu que não se tratava da AF-S, mas de uma AF-P.

Será que veio errado? O vendedor me enganou? Viu errado no site?

Calma.

A ideia deste artigo é mostrar o que é cada tipo de lente e como ela impacta sua fotografia.

Garanto que será indolor e no final você se sentirá bem (lendo de novo essa frase pareceu bem errada).

O Sistema AF

Houve um tempo no qual os homens viviam nas cavernas e fotografavam usando filmes fotossensíveis.

Era uma época terrível onde era necessário pensar na foto antes de fazer o clique porque um clique mal pensando era um pouco de dinheiro indo para o ralo junto que o rolo de filme desperdiçado.

Naquele tempo, além de outras aberrações como levar o filme para ser revelado, o foco era feito de maneira manual, ou “na unha” como diziam alguns daqueles homo erectus.

O foco manual era feito girando um anel na lente de modo que a imagem entrava em foco e, como você pode supor, gerava toneladas de fotos mal focadas.

Enquanto Top Gun e Curtindo a Vida Adoidado estreavam, a Nikon introduzia o sistema AF (auto focus ou foco automático) em 1986.

Ele funcionava basicamente como uma pequena chave de fenda que saia do corpo da câmera e se conectava a um parafuso na lente que estava conectado ao anel de foco.

Com isso, um motor na câmera poderia ajustar o foco automaticamente.

A câmera usava uma série de sensores de foco para determinar se diferentes partes da imagem estavam em foco girando o parafuso em conformidade com os cálculos.

Na época os microcomputadores estavam bombando e o uso da informática estava se estendendo para diversos segmentos da sociedade.

Com a fotografia não foi diferente.

AF-MF Nikkor

As lentes AF possuíam uma CPU integrada que se comunicava com a câmera eletronicamente “aprendendo” a distância focal e abertura mínima da lente.

Foi uma grande revolução e inovação para a fabricante de olhos puxados além de representar um grande salto de tecnologia.

O foco seria mais preciso agora através dos cálculos dos sensores e da CPU integrada, além da comodidade de não ter mais que preocupar o fotógrafo com o ajuste do foco.

Mesmo as lentes modernas do século XXI possuem uma chavinha na lateral que muda de MF para AF ou vice-versa. Essa chavinha retraí a “chave de fenda” que se conecta ao “parafuso” na lente permitindo fazer o foco manualmente ou não.

Esse sistema tem mais de 30 anos e ainda há lentes totalmente manuais que servem tranquilamente em câmeras lançadas em 2017!

O Sistema AF-S

Sabendo que a Nikon (e outra fabricantes) começaram com o foco manual (MF) e passaram para o foco automático (AF) usando tecnologias diferentes, mas semelhantes (você entendeu né?) fica mais fácil entender as modernizações que naturalmente se sucederam.

A Nikon seguindo a evolução natural das espécies deu um novo salto tecnológico 12 anos depois lançando em 1998 o sistema AF-S – auto focus silent, ou foco automático silencioso.

A Canon lançou o sistema dela no mesmo, contudo com o nome de USM.

Não sei se percebeu, mas no sistema AF, antigo, o motor de foco ficava no corpo da câmera, ou seja, a lente não possuía nenhum tipo de motor, contudo com o sistema AF-S cada lente possuía um motor de foco interno.

A Nikon resolveu usar um motor ultrassônico que eles chamam de motor de onda silenciosa (silent wave motor – você já deve ter lido a sigla SWM por aí) em suas lentes abrindo as portas para que outras fabricantes como a Sigma, Tamron e Tokina fabricassem lentes com seus próprios motores.

A lente precisava apenas ter o encaixe da Nikon para servir.

A maioria dos encaixes F de câmeras de filme de 1990 para frente e todas as DSLR podem usar lentes AF-S Nikon ou de outras fabricantes e usufruir do foco automático.

AF-S DX Nikkor

A questão do AF-S é justamente um dos diferenciais entre Canon e Nikon visto que a Nikon prefere usar o motor de foco na lente fazendo que elas sejam mais caras que a Canon, a qual prefere usar o motor de foco dentro do corpo de suas câmeras configurando lentes mais baratas, mas encarecendo o corpo.

Há vantagens e desvantagens.

Muitas pessoas não conhecem esses pequenos detalhes que podem fazer a diferença na hora da escolha Nikon ou Canon.

Conhecer a história e entender o passado ajuda nas escolhas do presente… infelizmente esse mal afeta os brasileiros de maneira geral e talvez até mesmo a humanidade.

A ideia do AF-S é focar de forma rápida e silenciosa, mas é interessante notar que mesmo o AF-S não elimina totalmente o ruído gerado pelo motor de foco e isso pode ser prejudicial para quem usa DSLR’s para filmar e cinegrafia.

Em alguns casos o ruído pode ser ensurdecedor, o que me faz pensar no nível de ruído que o sistema AF gerava.

A recomendação para os amantes das fotos rápidas (se você for ligado ao cinema ou uma de suas variantes deve estar querendo me matar) é usar um microfone externo para resolver esse problema.

Muitas das DSLR’s de entrada não possuem conexão para microfone externo (algumas sim), mas DSLR intermediárias costumam ter.

O Sistema AF-P

Em 2016, 30 anos depois das primeiras lentes AF e 18 anos depois das lentes com sistema AF-S, chegam ao mercado as lentes AF-P da Nikon como resposta ao sistema STM (Smooth Transitions for Motion) da Canon.

O sistema AF-P (auto focus pulse) também chamado de foco automático de pulso usa um motor de passo que nada mais é que um motor elétrico que controla a rotação do balancete por meio de uma série de campos eletromagnéticos que são ativados e desativados eletronicamente.

O sistema ganhou agilidade: segundo a Nikon o processo de foco foi acelerado em 10x (AF por fase) e 3,5x (AF por contraste) em comparação com as lentes AF-S, além de eliminar cerca de 25% do ruído durante a operação.

AF-P DX Nikkor

A primeira lente com o novo sistema foi a famosa 18-55mm que ficou mais magra: ela possui agora um mecanismo de retração que economiza espaço e eliminou as chavinhas de AF/MF e VR da lateral da lente que passaram a ser selecionados via menu no corpo da câmera.

Lentes com o sistema AF-P para câmeras fullframe foram lançadas apenas em julho de 2017 e hoje estão presentes em quase todo lineup da Nikon.

O sistema AF-P infelizmente tornou algumas câmeras incompatíveis, por isso é necessário ter atenção na hora de comprar uma lente nova para sua câmera antiga.

1 – Câmeras totalmente compatíveis com o sistema AF-P

As câmeras abaixo são completamente compatíveis com o sistema AF-P:

  • D850
  • D500
  • D3400
  • D5600
  • D7500

As seguintes câmeras também são totalmente compatíveis com as lentes AF-P, se o firmware estiver atualizado para as seguintes versões:

  • D5 (firmware C: Ver. 1.20 ou posterior)
  • D750 (firmware C: Ver. 1.12 ou posterior)
  • D610 (firmware C: Ver. 1.02 ou posterior)
  • D600 (firmware C: Ver. 1.03 ou posterior)
  • D5500 (firmware C: Ver. 1.01 ou posterior)
  • D5300 (firmware C: Ver. 1.01 ou posterior)
  • D3300 (firmware C: Ver. 1.01 ou posterior)

Há apenas uma observação para D5300 e D3300:

As atualizações de firmware para D5300 e D3300 não incluem o ajuste “Configuração personalizada” no modo “Definição personalizada” incluída na atualização do firmware D5500, o anel de foco sempre pode ser usado para foco manual quando a câmera estiver no modo de focagem automática.

2 – Câmeras compatíveis com lentes AF-P

As câmeras abaixo são compatíveis com as lentes AF-P:

  • D4
  • D4S
  • D3
  • D3X
  • D3S
  • Df
  • D300
  • D300S
  • D700
  • D800
  • D800E
  • D810
  • D810A
  • D5200
  • D7000
  • D7100
  • D7200

Existe uma restrição quando as seguintes lentes e câmeras são compatíveis:

1 – Lentes de formato AF-P DX quando usado com:

  • D810A
  • D810
  • Df
  • D7200
  • D7100
  • D5200

2 – Lentes de formato AF-P FX quando usadas com

  • D4
  • D4S
  • D3
  • D3X
  • D3S
  • D810A
  • D810
  • D800
  • D800E
  • Df
  • D700
  • D7200
  • D7100
  • D7000
  • D5200
  • D300
  • D300S

Como a lente não possui a chave para ligar e desligar o VR, sua função de redução de vibração incorporada não pode ser desativada. (Lente AF-P para formato DX)

A série Nikon 1 com o adaptador FT-1 é compatível com restrições.

Outras câmeras DSLR’s séries D1 a D2, D200, D100, D5100, D5000, D90, D80, D70, D3200, D3100, D3000, D60, D50, D40 e D40X ou de filme não suportam as lentes AF-P.

Conclusão

Com mais de 100 anos de história a empresa fundada em 1917 moldou a forma como o mundo registra o que está em sua volta.

As lentes Nikon são famosas em todo o planeta e a revolução tecnológica que ela criou afeta diretamente o modo como fotografa suas sessões de moda, seus ensaios newborn e até mesmo sua fotografia amadora.

Do foco manual para o foco de passo, da foto sem foco para a foto perfeitamente focada, foram mais de 30 anos.

Entender o que é MF, AF, AF-S e AF-P influencia diretamente o tipo de foto que irá fazer.

Estar atento aos modelos de lentes impede que seja enganado ou compre um equipamento diferente do que imagina.

Conhecer os tipos de lentes te previne de sustos ao abrir a caixa da câmera e notar uma lente AF-P pequena e diminuta ao invés da “grande” AF-S que viu no review no YouTube.

Meu convite é para entenda exatamente as siglas que sua câmera usa, aprenda sobre o que cada uma quer dizer e como ela impacta sua fotografia.

Solicite ajuda se não conseguir digerir tudo sozinho.

Todo este artigo foi escrito sobre a Nikon, mas a Canon tem um sistema análogo como deve ter notado em algumas partes do texto, por isso, embora a sigla ou o nome mude aqui ou ali, o conceito ainda é o mesmo.

Estou ansioso pelo próximo salto tecnológico que a fotografia irá vivenciar. Você não está?

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.