Malas prontas, viagem parcelada no cartão em 10x, óculos escuros no rosto e uma dúvida na cabeça: “qual câmera fotográfica para viagem devo comprar?”. Pode ser que você não tenha grana (somos dois então), mas não tem coisa pior do que fazer uma viagem incrível e ter registros horríveis dela, não é mesmo? Você quer mostrar todas as maravilhas que viu para seus familiares em uma TV LED FullHD de 60″ sem perder qualidade? Não quer perder nenhum detalhe das paisagens de suas férias? Então não deixe de ver as dicas e recomendações que vou listar ao longo do texto!

Então qual câmera fotográfica para viagem você vai querer para suas próximas férias? Talvez precise de uma compacta pequena o suficiente para uma caminhada em Veneza ou uma câmera resistente para sobreviver debaixo d’água quando estiver mergulhando em Punta Cana. Quem sabe você precise de um grande zoom para registrar os leões do safari em Maasai Mara sem virar a próxima refeição deles ou talvez você prefira uma câmera com bom desempenho em situações de pouca luz para capturar as ruas de Buenos Aires durante a noite. Quantas situações!

Mulher, por do sol, austrália

Levar uma câmera fotográfica para viagem em sua mochila é quase tão importante quanto usar um par de tênis confortáveis, por isso escolher a câmera certa é essencial. Para os fotógrafos de hoje (como se eu fosse uma pessoa nascida em 1964), há muitas opções no mercado e, embora o preço seja sempre um fator a ser considerado, existem outros critérios importantes na seleção de uma câmera fotográfica para viagem que você deve levar em conta antes de comprá-la.

Vou começar te guiando através de alguns pontos importantes antes da escolha da câmera fotográfica para viagem e dar uma olhada em alguns dos melhores e mais adequados modelos que estão no mercado hoje. Vale dizer que por ser Brasil pode ser complicado achar uma ou outra máquina fotográfica ou talvez o preço seja salgado – se for importar então nem se fala -, mas são as melhores indicações que posso fazer para você que vai viajar e quer uma boa câmera para registrar esses preciosos momentos que nem sempre se repetem.

Veja também: 4 dicas infalíveis para fotografar suas viagens

Pontos a Considerar

#1 – Custo

Você sabe que as câmeras podem variar muito no quesito preço, desde barato a extremamente caro (infelizmente esse é o mais comum). A primeira coisa que precisa definir é seu orçamento, ele será seu limitador de escolhas no vasto mundo de câmeras fotográficas para viagem. Do que adianta querer muito uma D610 da Nikon se só tem grana para comprar uma Cyber-Shot? Compre o melhor que puder com o dinheiro que tiver – essa é minha regra.

Veja também: O guia completo sobre todas as câmeras (inclusive o preço)

#2 – Tamanho

Sim… ele importa (e muito, mas não pense bobagens hein). Pense assim: você vai fazer uma viagem longa, do tipo “meio sabática” – aprendi esse termo recentemente -, provavelmente estará carregando uma mochila de tamanho médio entupida de tralhas, ou seja, seu espaço é limitado. Pequenas câmeras podem ser a solução perfeita para você porque são capazes de caber em um simples bolso, enquanto uma DSLR’s vai precisar de um case próprio.

#3 – Peso

Tamanho e peso são fatores determinantes caso sua viagem seja longa, possua muitas malas ou esteja buscando um desprendimento material. Hoje a qualidade das câmeras compactas ou mirrorless pode rivalizar com as melhores DSLRs do mercado, por isso não se preocupe nem tenha preconceito com as pequenas. E lembre-se: a melhor câmera é aquela que você tem com você, e não a que está no cofre do hotel porque ela pode não estar lá quando voltar. Vale mais uma câmera discreta do que uma chamativa DSLR dependendo para onde for viajar.

#4 – Zoom e Abertura

Outro aspecto que poucas pessoas pensam é o comprimento focal da lente. Por exemplo: se você quer capturar a visão panorâmica de Machu Picchu, o ideal seria ter uma grande angular de 24 mm ou 21 mm – se estiver usando uma câmera digital seria o valor equivalente no zoom. No outro extremo, se quiser buscar objetos distantes como um leão correndo em sua direção, você pode precisar de uma 70 mm, 200 mm ou até mesmo uma 400 mm dependendo do tamanho dos dentes do leão.

Veja também: Absolutamente tudo sobre lentes

Preste atenção nesse ponto porque depois não vai adiantar ficar chorando por não ter conseguido registrar o passarinho lá em cima da árvore. Você também deve considerar a abertura máxima da lente e como isso afeta a forma que ela irá funcionar em algumas condições de disparo. Quer uma imagem nítida? Use aberturas pequenas como f/32. Quer desfocar o fundo? Procure aberturas grandes como f/1.8.

Veja também: O que é e como usar a abertura da lente

#5 – Conexões

Compartilhar imagens durante as férias é a febre do momento, basta olhar as redes sociais, mas nem sempre temos um computador e leitor de cartão em mãos. Câmeras com recurso de conexão Wi- Fi estão se tornando muito comuns e pode ser ideal para você que quer compartilhar cada momento da sua viagem em “tempo real”. Outra vantagem da conexão wifi ou bluetooth é que muitas câmeras podem ser controladas remotamente através de um aplicativo para smartphones. Ótima solução para quem está viajando sozinho ou é um Forever Alone.

Veja também: Dê poderes WiFi para sua DSLR Nikon

#6 – Autonomia

Já pensou quão horrível seria viajar por 3 horas no deserto do Saara para encontrar um oásis incrível e descobrir que sua câmera morreu por insuficiência respiratória? Busque nas especificações da câmera a parte que fala sobre a autonomia de carga do modelo pretendido ou a capacidade em mA (mili àmperes) dela. Quanto maior, melhor. Existe toda uma controvérsia sobre câmeras que usem pilhas ou baterias, mas independentemente do tipo que escolher, busque a que irá durar mais tempo!

Veja também: Pilhas ou Baterias? Qual é Melhor?

#7 – Controles Manuais

Muitos turistas em férias simplesmente querem uma câmera fotográfica para viagem do tipo que eles podem simplesmente apontar e disparar para registrar a foto, mas outros preferem ajustar manualmente as configurações como abertura e velocidade do obturador para produzir a fotografia do seu jeito. Algumas compactas e superzoons possuem controles manuais parciais que podem suprir as necessidades de alguns, por isso este pode ser um ponto a ser levado em consideração.

Veja também: Aprenda sobre todos os Modos de Disparo de uma câmera digital

COMPARATIVO
DSLR’s
  • Caras: geralmente mais caras que as compactas e superzoons.
  • Grandes: grandes e volumosas, isso sem falar na lente.
  • Qualidade: a grande vantagem sobre a maioria das compactas
  • Zoom: depende da lente, ou seja, várias lentes para várias distâncias focais
  • Vídeo: outra vantagem sobre muitas compactas.
COMPACTAS
  • Baratas: até R$ 1.000 compra-se uma boa compacta
  • Tamanho: tamanho reduzido que ajuda na mobilidade sem pesar ou ocupar muito espaço
  • Qualidade: para a grande maioria dos fotógrafos amadores é o suficiente
  • Zoom: exceto pelas superzoons, as compactas não costumar aproximar muito
  • Vídeo: muitas filmam em FullHD, mas nem todas têm controle de estabilidade decente

A Melhor Câmera Fotográfica para Viagem

Câmeras Pequenas – Compactas

>> Avançadas

Minha sugestão nesta categoria é a excelente série S da Canon composta pelos modelos S95, S100, S110 e atualmente S120. Com qualquer uma dessas você estará muito bem acompanhado – experiência própria. A S100 possui 12.1 Mp em um sensor CMOS de 1/1.7” dentro de um corpo que pesa meros 192g. Ela tem um alcance de 5x de zoom óptico e faz filmes em FullHd (1080p) sendo que o grande diferencial dessa pequena é o range de ISO (80-6400) e fotos em formato RAW.

Câmera Fotográfica para Viagem

Outra sugestão que dou é a poderosíssima Sony RX100, um verdadeiro sonho de consumo de muitos. Ele mede 102 x 58 x 41 mm, pesa apenas 290 g e dispõe de um sensor CMOS de 20,1 megapixels e 1 polegada (13,2 x 8.8 mm). Isso é incrível para uma câmera desse tamanho. Uma alternativa de mesma qualidade é a Olympus Stylus SH-1 que apenas possui um sensor menor.

Veja também: Análise completa da Canon S100

>> A Prova de Água

Vai fazer uma viagem radical? Mergulho, areia, pinguins?  Então pesquise um pouco sobre a PowerShot D30 da Canon. Ela aguenta 25 metros profundidade, quedas de até 2 m e virar um picolé de -10 ° C (14 ° F). Ele também conta com uma lente 28-140 mm – equivalente zoom –  f/3.9 a f/4.8, GPS, pesa 218g e possui 12,1 megapixels em um sensor CMOS de 1/2,3”, grava vídeos em Full HD a 30 fps, tela LCD de 3” e foco automático de detecção de contraste.

A Nikon AW120 é uma câmera igualmente resistente, porém com uma lente mais ampla (24-120 mm equivalente com f/2.8 – f/4.9) e características Wi- Fi. Sua antecessora, a AW110, também é uma ótima opção se precisar economizar ainda mais sem abrir mão da qualidade.

Veja também: Análise completa da Nikon

Câmeras Pequenas – Mirrorless

Ok… suponhamos que você seja fascinado pela ideia de trocar de lentes, mas não queira arcar com o tamanho das DSLR’s, o que fazer? Que tal pesquisar pela Fujifilm X-T1? Uma mirrorless de 16-megapixel, controles manuais e sistema de autofoco híbrido. Pesando 440g no bolso e R$ 5 mil no bolso, a Fujifilm X-T1 pode ser uma ótima câmera fotográfica para viagem.

Veja também: As 5 Mirrorless mais baratas do Brasil

Como alternativa (mais barata) considere a Nikon 1 AW1 ou os modelos da série NEX da Sony… são opções mais “baratas” na categoria de mirrorless, contudo de qualidade excepcional.

Veja também: A primeira mirrorless da Nikon: Nikon 1 AW1

Câmeras Grandes – Superzoons

Eu sempre recomendo a Canon Sx50Hs simplesmente porque ela é uma das melhores superzoons que seu dinheiro pode comprar. A SX50 HS possui uma lente de 24-1200mm com estabilização de imagem de alto nível, com ângulo mais amplo e tela de LCD móvel. O autofoco é rápido e a qualidade da imagem resultante é impressionante.

Veja também: Porque as pessoas confundem semi profissional com superzoom

A FujiFilm S4500 é uma superzoom com ótimo custo benefício, entretanto muita gente tem preconceito com a marca e são poucos os que a recomendam, mas eu indico sem medo de ser feliz porque de fato a Fuji fez um ótimo trabalho nessa câmera cobrando um preço “baixo” pelo modelo: R$ 600.

Câmeras Grandes – DSLR

Considerando que você estará em viagem e o tamanho da câmera sempre será um ponto fundamental na sua escolha, teremos que excluir das DSLR de médio e grande porte. A categoria ideal aqui são as DSLR de pequeno porte tanto da Canon quanto da Nikon, por isso vou indicar um modelo de cada fabricante.

Câmera Fotográfica para Viagem

A mais popular e mais interessante no caso da Nikon é a série da D3100/D3200/D3300, mas muita gente prefere o visor de LCD móvel da D5100/D5200/D5300 (é a era do selfie afinal), por isso talvez esse recurso a torne mais interessante para você.

Veja também: Análise completa da Nikon D3100

No caso da Canon a opção mais viável é a série T3i/T4i/T5i. Essas câmeras custam “pouco”, são compatíveis com várias (se não todas) lentes da fabricante e ainda possuem superpoderes de cinefotografia. Então se for fazer mais vídeos do que fotos das suas viagens, pense com carinho na Canon.

Bônus

Eu não sei qual câmera que você tem agora, mas se você tem uma significa que sabe como usá-la. A melhor câmera do mundo é a que você tem, porque se não tivesse uma câmera, como iria fotografar e registrar suas viagens?

Tá… eu sei… você dirá: “com meu smartphone!” e de fato seu celular pode muito bem substituir as funções de uma câmera tranquilamente, mas lembre-se que esse tipo de tecnologia é recente, porém há 10 anos você dependeria apenas da sua câmera digital cyber-shot, caso tivesse uma, para guardar os melhores momentos das suas férias.

Veja também: 6 Smartphones que podem substituir sua câmera

Aprenda a dominar sua câmera digital, explore todos os recursos do seu smartphone e nunca mais perca uma foto bem feita em alguma viagem que fizer. Use os recursos que tiver em mãos e procure investir em um bom equipamento se não puder fazer isso agora.

CONCLUSÃO

Essa foi minha lista de sugestão para escolher uma câmera fotográfica para viagem. Se tiver gostado do artigo ou se não gostou, inscreva-se no site! É de graça, você vai receber só as melhores dicas, análises e matérias sobre fotografia. Se eu fosse você, aproveitava:

Você está convidado a deixar suas próprias sugestões ou questionar as minhas, porque o importante é termos um guia das melhores opções de câmeras disponíveis. Infelizmente alguns modelos que citei são caros (e o que não é aqui no Brasil?) e difíceis de se achar no mercado, contudo são ótimas câmeras e podem ser a luva para sua mão, caso esteja procurando sua próxima câmera fotográfica para viagem.

Se puder:

  • Visite uma loja e pegue a câmera pretendida nas mãos. O teste prático ajuda muito na escolha.
  • Sinta o peso e considere se ela será muito pesada para levar na mochila ou nas mãos.
  • Veja se a câmera é confortável.
  • Leia na Internet (Verena Fotografia, claro) os prós e os contras da câmera que experimentou.
  • Pense no futuro. Se acha vai apenas fazer fotos por hobby, não compre a DSLR mais cara
  • Faça muitas comparações entre modelos
  • Não se esqueça levar em conta os acessórios.

Espero que este guia tenha ajudado a identificar o que procurar quando estiver escolhendo uma câmera, mas se estiver procurando por mais dicas interessantes e aprender mais sobre fotografia sugiro que acesse nosso conteúdo incrível agora mesmo! Não perca tempo!

MAIS CONTEÚDO INCRÍVEL

E aí? Qual será a câmera fotográfica para viagem que você irá levar em sua mala?

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.