Esses dias estive andando pelo TecMundo e encontrei um tutorial bem bacana sobre essas técnicas fotográficas que achei valer a pena comentar aqui no Projeto Verena. Para começar saiba que essas duas modalidades de fotografia são opostas entre si e podem ser reproduzidas no seu quarto. Isso mesmo! Você não precisa de um super estúdio para criar imagens usando a Low e High Key.

Claro que nem tudo são flores: será exigido um pouco de conhecimento de fontes e técnicas de iluminação e um material que possa ajudar a fazer as fotos. Para a Low Key pode-se usar materiais caseiros, porém a High Key precisará de mais do que a luz ambiente…. foi mal (risos).

Mas que raios é Low Key e High Key? Chave baixa e chave alta? (risos). A Low Key faz uso de sombras e luz dura para criar uma imagem mais triste e sombria, misteriosa talvez, contudo bem marcadas e sérias. Já a High Key é o uso da luz suave em excesso para transmitir serenidade ou tranquilidade em uma foto mais desfocada e “soft” como dizem os bárbaros do norte da América. Agora você entende porque a High Key é mais complicada de se fazer que a Low Key?

Vamos começar pelo mais difícil.

High Key

Para tal precisamos usar muita luz, estourar os brancos e ter pouquíssima sombra. Lembre-se que a luz precisa ser suave e não dura como na Low Key, ou seja, use difusores e rebatedores na frente das luzes (no plural mesmo).

Fonte Matheus

Fonte Matheus

Pensando em um retrato, você precisa de luz de todos os lados para não criar sombras múltiplas, por isso você pode usar uma grande janela ou porta (aberta) em um dia de sol coberta por um lençol branco como fundo. Coloque seu modelo sentadinho na frente da porta e ilumine-o frontalmente com uma fonte de luz tão forte quanto a do fundo, claro. Outra dica importante é pedir para que os seus modelos usem roupas brancas ou claras.

Tudo isso pode ser aplicado aos objetos que você queira fotografar em High Key, sempre se lembrando de usar luz suave de mesma intensidade, se possível, e em todos os ângulos que conseguir cobrir. Também dá para fazer High Key ao ar livre, você vai precisar filtrar toda a iluminação por meio de difusores, usando tecidos brancos de fundo para criar o visual desejado. É preciso ser criativo, usando materiais que você pode conseguir em casa e adaptando para a produção fotográfica.

Na câmera, de preferência uma SLR, use o diafragma aberto no máximo e um tripé para dar mais comodidade a você. Nada de modo automático, lazzy boy!

Low Key

A primeira coisa que você tem que fazer é se trancar no seu quarto, fechar as janelas e avisar sua mãe para não entrar de jeito nenhum…. o almoço pode esperar. Use algum pano, camisa, lençol enfim… qualquer tecido preto para cobrir sua escrivaninha e a parede de forma a criar uma espécie de fundo infinito.

edit-picture-low-key-800x800

A segunda coisa é providenciar apenas uma fonte de luz, pode ser uma lanterna, abajur ou algo que o valha. Use o foco de luz na diagonal, de frente para o modelo, contudo levemente afastado para o lado), e vá testando até conseguir o efeito que você quer. Se quiser, pode usar uma segunda fonte de luz, mas ela precisa ser bem mais fraca apenas para criar uma silhueta, por isso posicione-a atrás do assunto da foto, totalmente escondido direcionando a luz de baixo para cima, de preferência.

“Middle” Key

Essa técnica acabou de ser nomeada por mim. Sou criativo também, oras. Bom, nada de High ou Low, ficamos no médio. O que temos é um High Key menos estourado e um Low Key com um pouco mais de luz. O efeito é bem bacana e pode criar imagens bem interessantes. Você é o fotógrafo da vez, então inspire-se e crie!

Histograma "Ideal"

Histograma “Ideal”

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.