Lendo uma matéria idiota sobre a National Geographic (idiota a National, não a matéria) no MeioBit me deparei com a seguinte frase de José Medeiros:

“Fotografia é aquilo o que vemos, porém aquilo o que vemos depende de quem somos.”

É uma frase muito interessante e válida que tem tudo a ver com as recentes polêmicas sobre o fotógrafo mundialmente famoso Steve McCurry. Você acha que não conhece esse cara, mas tenho certeza que já viu a seguinte foto de sua autoria:

A garota afegã

Se não está sabendo do bafafá sobre ele, sugiro ler; você não vai se arrepender… especialmente esta matéria aqui (em inglês infelizmente – eu sei).

Por que estou falando isso? O que você fotografa é um espelho de quem você é e para provar isso o THE LAB: Shifting Creative Thinking Behind The Lens ou Mudando o Pensamento Criativo Por Trás das Lentes fez um experimento com seis fotógrafos.

A ideia foi convidar meia dúzia desses seres que se alimentam de imagens para criar fotos de impacto em um estúdio totalmente vazio. Isso mesmo… fazer fotos de impacto em um espaço vazio, branco, sem nada. É claro que eles não sabiam disso até chegarem ao local. Surpresa!

criatividade

O nome desse episódio é BLANK – Creating something from nothing (preciso traduzir?) e prova que podemos criar algo a partir do nada  – porque o que fotografamos está dentro de nós. Não precisa de props, não é necessário fazer selfies, nada de tochas, rebatedores… apenas você, sua câmera e sua visão.

CRIATIVIDADE NÍVEL HARD

Isso explica porque é possível fazer fotos legais com um celular e porque o Diogo Gonçalves faz tanto sucesso com seu projeto Meu Mundo de Mão no qual ele usa apenas um smartphone para criar imagens profissionais.

Veja a galeria por si só e tire suas conclusões. Não fique querendo comprar a melhor câmera do universo, mas preocupe-se em ser o melhor fotógrafo do sistema 40 Eridani A.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.