Fala para mim quem é que não gosta de ouvir as palavras “sucesso” e “finanças” na mesma frase? E se eu adicionar a essas palavras a frase “3 estratégias para garantir isso“? Aposto que tudo mundo vai adorar! Seria quase como eu ataque de histeria coletiva.

A fotografia é uma arte e um passatempo maravilhoso quando se entra de cabeça nela. Essa paixão muitas vezes pode evoluir tanto que muitos iniciantes decidem transformar o que era apenas um hobby em carreira e pode ser que isso esteja acontecendo com você agora mesmo.

O que poderia ser melhor do que ganhar dinheiro sendo fotógrafo? Talvez ser escritor, entretanto, quando isso ocorre, ou seja, há dinheiro envolvido, é imperativo ter uma estratégia sólida na administração do seu novo negócio, da sua empresa de um homem só, como eu gosto de chamar.

Estratégia

Se analisar bem o mercado, notará que a fotografia pode ser uma carreira muito volátil, mais do que a maioria das empresas, por isso faço questão de dar 3 estratégias que eu uso para me certificar de manter a minha rentabilidade o mais constante possível.

Como em qualquer negócio é necessário esculpir seu sucesso ao longo dos anos praticando sempre boas estratégias de negócio e empreendedorismo. Nenhuma empresa sobrevive sem estratégia, sem plano de negócio ou sem organização. 

A fotografia é certamente um nicho de mercado único, porém, no fim das contas, quando ela passa de hobby para um negócio, ela é como qualquer empresa. Você terá que se tornar um administrador de empresas! Olha que coisa legal – ironia nível máximo.

Uma carreira lucrativa precisa começar com o pensamento correto, qual seja, a fotografia continua sendo lúdica, inspiradora, bela e cheia de unicórnios, porém agora ela precisa dar lucro e seu trabalho principal, além de criar imagens incríveis, é gerar rendimentos fenomenais para pagar suas contas também fenomenais.

Aqui estão as 3 estratégias que têm me servido bem ao longo dos anos e continuam a fazer minha empresa de um homem só crescer a cada dia.

Trabalhe de forma inteligente e não da forma difícil

O sonho de qualquer hippie nômade é ganhar dinheiro na praia da Croácia apenas com seu notebook no colo e um coquetel na mão – o nome disso é renda passiva. Vidas fáceis assim estão por toda parte na internet com todo tipo de anúncio.

A realidade, porém, não é tão bela assim. Você, como um fotógrafo, terá poucas oportunidades para definir estratégias de renda passiva. A regra geral é simples: se trabalha ganha dinheiro, se não trabalha, não ganha.

Dinheiro nenhum surge do nada, exceto se você for político, por isso é necessário estabelecer estratégias inteligentes para aproveitar ao máximo as chances de fazer renda passiva. Com empenho e determinação é possível criar renda passiva e conseguir um fluxo estável de rendimentos.

nômade

Uma das maneiras mais comuns de fazer renda passiva é através de licenças de uso. Sempre que você fizer uma sessão comercial você pode estabelecer uma licença de direitos de uso que definem o âmbito da utilização daquelas imagens.

Isso é particularmente interessante para fotos de produtos, empresas e de propaganda. Se a licença expirar e o cliente desejar mantê-la ativa, você pode estender os termos e ganhar dinheiro mais uma vez por imagens que você já fez, sem a necessidade de fazer novo ensaio.

Além disso, muitas vezes você pode licenciar uma mesma imagem para vários clientes, de modo que uma foto pode potencialmente gerar uma quantidade razoável de lucro simplesmente através do direito de uso.

Dentro disso há também os bancos de imagens nos quais você pode alocar suas fotografias e vendê-las inúmeras vezes sem ter que fazer novas sessões. iStockphoto, Shutterstock e Fotolia são apenas alguns exemplos de bancos de imagens super rentáveis.

O pesquisador Marcos Amend ganha, em média, R$ 400 por mês com a venda de suas imagens no site brasileiro CrayonStock e estrangeiros, como o Shutterstock. A porcentagem de lucro de cada foto pode variar de 20% a 60% dependendo do plano assinado, banco de imagem e relevância da sua foto.

No caso do Marcos, ele disponibilizou cerca de 120 fotos, que foram feitas enquanto era diretor de uma ONG de preservação ambiental. Suas imagens de florestas, animais e vida selvagem têm de 400 a 500 downloads por mês nesses sites.

Banco de imagens

Entre os compradores de fotos estão agências de publicidade, editoras e empresas que utilizam imagens em seus materiais de comunicação. No caso do CrayonStock, o fotógrafo pode receber uma comissão de 50% do preço de venda da foto, mas valor final depende do preço do plano que o cliente aderiu e do número de imagens que ele pode baixar. Se o cliente tiver uma assinatura de R$ 97, por exemplo, o fotógrafo receberá R$ 0,32 por foto.

Outra maneira de fazer renda passiva é através da liberação de material educativo (não é o que você está pensando, engraçadinho). Você vai precisar para colocar muito esforço nessa modalidade porque trata-se de criar um e-book ou aulas em vídeo sobre algum tema específico da fotografia. Cria-se o conteúdo – chamado de info produto – e pode-se vendê-lo infinitas vezes sem ter que fazer novo esforço para criá-lo.

Por último, mas não menos importante, alguns fotógrafos podem investir em um estúdio próprio para seu negócio, mas não para fazer apenas suas sessões. Estamos falando de renda passiva e um nome popular para isso é “aluguel”.

Provavelmente você não usará seu estúdio todos os dias, por isso, para não deixar aquele espaço ocioso nos dias que não tiver sessão, disponibilize o estúdio para outros fotógrafos. O dinheiro irá entrar na sua conta sem estar de fato fazendo algum esforço para isso. Que tal? Seja inteligente para montar suas estratégias e nunca mais precisará ficar sobrecarregado correndo atrás do dinheiro. Ele virá até você.

Lembre-se da estratégia de renda passiva:

  1. Licenças de uso
  2. Banco de imagens
  3. Info produtos
  4. Aluguel de estúdio

Claro que estas não são as únicas maneiras de criar renda passiva como fotógrafo, há muitas outras na verdade, mas quis dar algumas ideias para você começar. Incorporando essas formas de gerar renda passiva em suas estratégias de negócio pode garantir e/ou ajudar a compor rendimentos mais estáveis e lucrativos otimizando seu tempo e trabalho.

Nunca deixe de perseguir seu cliente

Qualquer negócio que almeje lucro precisa de clientes e quanto mais melhor. Seu foco como fotógrafo-empresário é sempre buscar aumentar sua base de clientes e rede de contatos.

Lembra quando eu disse que ser fotógrafo muitas vezes é como ser uma empresa de um homem só? Pois então… Isso significa que você é responsável por todos os aspectos do seu negócio: responder e-mails, pagar os impostos, gerar notas fiscais e, eventualmente, fazer as fotos. Todo o funcionamento do negócio está em seus ombros, por isso contrate um estagiário para poder ter a quem culpar quando algo der errado – essa dica é de ouro.

Encontrar mais clientes pode parecer uma tarefa assustadora e com razão porque a aquisição de clientes é uma das partes mais difíceis e mais caras de um negócio. Basta ver como as empresas gastam milhões em campanhas de marketing para adquirir novas clientelas e manter os clientes existentes felizes.

perseguir o cliente

Capturar novos clientes é essencial para seu negócio, mesmo sendo uma tarefa trabalhosa e custosa. Muitos pequenos empresários se atolam nesse processo e perdem tempo demais nele, chegando ao ponto de “terceirizarem” essa parte. Deve haver uma estratégia inteligente para resolver isso, não é?

Estruturar seu negócio de uma forma que facilite trabalhos recorrentes é uma abordagem alternativa que pode liberar seu tempo e poupar recursos. Quando você adquire um “cliente recorrente” só tem que gastar seu tempo e recursos apenas uma vez, a fim de adquiri-los. Você não vai ficar preso em um ciclo perpétuo de procura de novos clientes. Você constrói a sua rede uma vez para então trabalhar dentro dela em projetos que surgem de uma base consistente.

Quer um exemplo para entender melhor? Como fotógrafo de alimentos você pode se tornar parceiro de restaurantes locais para fazer fotos dos novos pratos sempre que lançarem. Como um fotógrafo corporativo você pode sempre fazer fotos dos novos contratados. Como um fotógrafo de moda você pode fazer fotos para uma variedade de designers que precisam de seus looks atualizados a cada temporada. Percebe? Renda recorrente!

Bacana essa estratégia, não é mesmo? Então que tal se inscrever no site para nos incentivar a produzir mais conteúdos como este?

A ideia é firmar relações comerciais que têm algum valor a longo prazo de forma que não precise procurar por novos clientes toda vez. É só ir novamente ao cliente e fazer mais fotos para ele porque ele sempre irá precisar de fotos novas. Descubra seus clientes recorrentes!

Lembre-se da estratégia de renda recorrente:

  1. Descubra clientes que sempre vão precisar de novas imagens
  2. Faça parcerias
Personalize a experiência

Ninguém gosta, ainda mais clientes de fotografia, de ser tratado como mais um, igual a todo mundo, não ser valorizado ou não receber um tratamento especial. Aprenda desde cedo que cada cliente é precioso e merece ser tratado deferência (significado aqui).

Muitos fotógrafos cometem o erro de não diversificar suas ofertas de venda. Eles olham para sua fotografia como um serviço singular, único, e cobram um valor alto para simplesmente completar uma tarefa – tudo mecânico e impessoal.

Diferente

Um homem de negócios inteligente, no entanto, vê uma oportunidade para oferecer preços escalonados e uma variedade de pacotes, bem como serviços adicionais em cada sessão feita. Isso cria a oportunidade de renda extra e que, muitas vezes, pode ser até mais rentável do que a realização do serviço principal.

Você acha mesmo que o maior lucro dos cinemas vem da venda dos ingressos? O grosso dos rendimentos de um cinema vem da bomboniere: pipocas, doces, refrigerantes, baldes personalizados com o filme do mês e por aí vai. É daí que o dinheiro saí.

Ter opções extras para os seus clientes é uma ótima ideia, porque nem todo cliente é o mesmo logo você não deve oferecer o mesmo produto padrão para todos eles. Frequentemente um cliente tem um orçamento em mente, mas quando você apresenta as demais opções de customização (especialmente aquelas que ele não espera), ele provavelmente vai optar por adicionar esses serviços extras que, geralmente, agregam mais valor e conveniência.

Nunca tenha medo de oferecer serviços extras, mesmo se o cliente não pedir diretamente, porque você nunca saberá qual será a resposta dele se não oferecer.

A estratégia é vender as fotos do ensaio principal, mas ganhar dinheiro extra com adicionais como DVD com todas as fotos, case especial e personalizado, um mini clipe e por aí vai. Claro que tudo isso deve ser apresentado ao cliente com qualidade e diferenciação como foi muito bem explicado na palestra da Vanuza no Newborn Photo Conference. Personalizar a experiência do seu cliente é garantir satisfação dele, afirmar sua marca e assegurar rendimentos no presente e no futuro.

Lembre-se da estratégia de renda personalizada:

  1. Escalone os seus preços
  2. Crie pacotes com preços e benefícios diferentes
  3. Surpreenda seu cliente com produtos diferenciados que ele não esperava comprar

Sucesso

Estratégias para o sucesso 

Você acabou de receber 3 estratégias para atingir o sucesso financeiro como fotógrafo e certamente conseguirá desde que aplique bem o que aprendeu aqui. Foram dicas para se ganhar dinheiro de forma inteligente e otimizada.

Você pode criar seus próprios meios para gerar renda passiva para seu negócio e não fazer nenhum esforço para receber esse dinheiro. Fazer parceria com potenciais clientes recorrentes é também uma das melhores formas de garantir um fluxo de dinheiro constante para sua conta e, depois de ganhar o cliente com a venda do ensaio, procure oferecer produtos adicionais que agreguem mais valor ao ensaio principal gerando assim mais renda para você.

Vamos recapitular, porque recordar é viver:

Estratégia de renda passiva:

  1. Licenças de uso
  2. Banco de imagens
  3. Info produtos
  4. Aluguel de estúdio

Estratégia de renda recorrente:

  1. Descubra clientes que sempre vão precisar de novas imagens
  2. Faça parcerias

Estratégia de renda personalizada:

  1. Escalone os seus preços
  2. Crie pacotes com preços e benefícios diferentes
  3. Surpreenda seu cliente com produtos diferenciados que ele não esperava comprar

Você é uma empresa de um homem só (ou de dois se tiver um estagiário para culpar) e tudo depende de você, do seu esforço e empenho. Aplicar essas estratégias bem ou desenvolver novos estratagemas pode significar um fluxo de caixa estável e rentável que todo fotógrafo deseja.

E já que estamos falando em dinheiro que tal fazer uma doação? Não… não estou falando de dinheiro! Se gostou deste artigo, se inscreva no site! Aproveite que ainda não estou pedindo dinheiro rs.

Se não leu ainda, vale a pena ler os dois artigos anteriores dessa série de três posts: Fotógrafo: o melhor trabalho do mundo8 Conselhos para Iniciantes que eu gostaria de ter aprendido antes. Boa leitura!

  • Olá, Felipe.

    Obrigado pelos elogios e continuemos em frente… apenas me ajude a ajudar mais pessoas comentando com seus amigos sobre o site 🙂

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.