Eu demorei para ter meu primeiro carro, mas sempre gostei dessas maravilhas da era moderna, desde modelos esportivos até os exemplares clássicos. Acho que são máquinas fantásticas e o ápice da tecnologia humana.

Talvez eu esteja exagerando ou seja apenas minha paixão falando alto, mas se você gosta de carros entende o que quero dizer.

Uma das coisas que gosto na fotografia é que existe mercado para tudo. Esse ramo da fotografia movimenta milhões por ano e tem uma taxa de crescimento de 3.8%. Já imaginou se aproveitar esse filão?

O fotógrafo Richard Thompson recentemente teve a chance de fotografar um dos carros mais avançados (e caros) do mundo com um dos sistemas de câmeras mais avançados (e caros) do mundo.

Faz ideia do que estou falando?

O carro em questão é o Pagani Huayra BC e a câmera é um formato médio conhecida como Phase One XF 100MP – uma jóia da fotografia que trabalha no espectro de cores de 16 bits, tem sensor fullframe de 100 megapixels desenvolvido em parceria com a Sony, ISO de 50 a 12800 e 15 f-stops de alcance dinâmico.

Como você fotografaria um carro de US$ 2,5 milhões? Esse foi o desafio que o Richard enfrentou no ano passado, quando foi encarregado de uma sessão de fotos do Pagani Huayra BC nas ruas de Nova York.

Para este carro, dos quais apenas 100 foram produzidos, Thompson decidiu usar uma câmera a altura que custa mais de US$ 50.000. A Phase One não é qualquer câmera… não é comum vermos um médio formato “andando” por aí pela cidade.

Antes que alguém se manifeste dizendo que o equipamento então é o mais importante nessa sessão fotográfica saiba que Thompson passou dois meses, sim… 60 dias, apenas pré-visualizando, simulando e testando a sessão para criar imagens perfeitas quando fosse a hora. Ele fez um grande planeamento prévio e já tinha todas as fotos em sua cabeça no momento do ensaio.

Certamente uma foto feita com uma câmera de 50 mil será diferente de uma foto feita com seu smartphone, mas Thompson conseguiu fazer da ferrovia de Long Island, um local nada seguro – perceba o carro de polícia no vídeo abaixo – muito menos bonito, um cenário incrível para sua sessão.

Para a foto frontal, Thompson usou uma lente Schneider Kreuznach 240mm LS f/4.5 IF com um conversor 2x, conferindo uma distância focal de 480mm. Ah… só essa lente custa US$ 6.500.

“Realmente me agrada fazer fotos uma lente mais longa”, diz Thompson no vídeo. “A compressão focal faz o carro parecer muito mais sério e maior do que é”, completa.

A luz natural foi essencial na sessão, mas Thompson usou um conjunto de estroboscópios Profoto B1 (que custam US$ 2.100) para simular a luz natural em alguns pontos e posições do carro.

Para evitar dirigir o carro demais – o objetivo era movê-lo apenas 3 ou 4 vezes durante a sessão – Thompson fez o seu melhor para capturar o carro de ângulos chave usando todas as suas lentes.

Temos então um ensaio pouco flexível de forma que foi necessário muito planejamento e criatividade para criar diversas fotos movendo o carro 3 ou 4 vezes apenas durante o trabalho demonstrando que o fotógrafo é tão ou mais importante que uma câmera de 50 mil.

Esse pensamento é curioso porque você não precisa de uma câmera cara para fazer boas fotos e sim de planejamento e conhecimento bem aplicado para criar imagens matadoras.

Imagine que você queira fazer fotos do seu Celta de R$ 15.000 usando seu smartphone de R$ 1.000 para colocar em um anúncio online. O que fazer? Quais truques usar? Como deixar seu Celta igual ao Pagani Huayra BC?

12 truques para fotografar carros com seu smartphone

Vou te dar 12 dicas e truques que você fotografar agora mesmo seu carro e criar imagens que certamente o tornarão mais chamativo e bonito, quem sabe até atraindo mais interessados em comprá-lo, caso esteja vendendo.

Por exemplo, estacionar em um ângulo de 45 graus e em linha com uma sombra de borda reta proporcionará uma composição limpa, bem como alguns reflexos sobre a carroçaria do carro.

Não é só o que há no interior que conta … preste atenção ao que está além do pára-brisa e pense nos que está fora. Fotografar em locais interessantes adiciona uma dinâmica à imagem e você pode usar o modo HDR para manter os detalhes nas áreas inevitavelmente contrastantes.

Outras dicas básicas são: se você usar o modo panorâmico e ter alguém dirigindo o carro é possível criar uma composição do seu carro em várias posições em uma única foto.

12 truques para fotografar um carro com seu smartphone + dicas bônus

1 – Faça fotos em áreas com linhas de sombras para criar reflexos bacanas;

2 – Evite a luz dura do sol. Procure fazer fotos em locais com luz difusa;

3 – Faça fotos de perto para destacar os detalhes das rodas, painel ou grafismos;

4 – Tente fazer algumas fotos em preto e branco;

5 – Usando um tripé e o timmer da smartphone, seja fotografado junto com o carro;

6 – Fotografe o interior baixando os bancos para não atrapalhar a visão do painel. Use o modo HDR;

7 – Registe o que está fora do carro dando destaque para o conforto do carro;

8 – Usando o modo panorama crie em uma única foto três posições do carro;

9 – Crie um look industrial fotografando em estacionamentos, túneis ou oficinas;

10 – Faça fotos de cima para mudar o ângulo de visão;

11 – Desnivele a linha do horizonte para criar perspectivas dinâmicas;

12 – Fotografe sequências e componha uma imagem com várias poses;

13 – Faça fotos simulando velocidade usando um filtro ND (ou um óculos escuro) para mais tempo de exposição;

14 – Registe a luz dos faróis procurando o ângulo certo na frente do carro;

15 – Faça fotos na Golden Hour;

16 – Faça fotos no crepúsculo com as luzes de posição ligadas. As luzes do local podem compor boas imagens;

Com este artigo eu quero você perca o medo de fotografar e se desprenda do mantra de que é necessário um bom equipamento para fazer boas fotos. Em alguns casos pode ser sim necessário ter uma câmera de 50 mil dólares, porém em outros casos seu smartphone basta.

A grande sacada é fazer a foto na sua cabeça primeiro, entender a luz e usar o equipamento que tiver em mãos da melhor maneira possível.

Que tal sair para fotografar seu carro agora?

  • Bia

    E eu com a minha cyber-shot de 12 megapixels…

  • J. R. Caldas

    A tecnologia evolui de uma forma mostruosa, não é mesmo? Obrigado pela visita.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.