Hero 6, por que eu não gostei dela (e você também não vai gostar!)
Preço
Vídeo
Processamento
Conectividade
Foto
Tela LCD
4.2Nota Final

A Gopro resolveu dar alguns anabolizantes para a Hero 5 lançada no ano passado e agora conhecemos a Hero 6, versão monstro recentemente lançada.

A melhor câmera de ação do mercado chega mais poderosa do que nunca mesmo considerando o pouco tempo que a separa do modelo anterior.

Para os mais desatentos a Hero 6 é idêntica à Hero 5, porém as semelhanças ficam apenas no design já que beleza interior conta muito e na Hero 6 faz toda a diferença.

Hero 6

Além de contar com chipset próprio (ela é o primeiro modelo que conta com um chip desenvolvido pela GoPro), a Hero 6 faz vídeos em 4K a 60 fps e super slow motion em FullHD e HD a 240 fps – ela chega a fazer 960 fps se usar a resolução de 480p.

Será que vale a pena a troca? Será que vale a pena investir nela? Confira agora nossa análise sobre a pequena prodígio mais amada por Instagramers que adoram mostrar que a vida deles é melhor que a nossa.

INTERFACE E APPS

Você já deve ter notado como é complicado fazer um upload ou passar para o PC aquelas fotos RAW ou aqueles vídeos em 4K, ainda mais sabendo da necessidade de fazer backup das suas fotos de forma correta.

A Hero 6 passaria pelo mesmo problema já que como você deve imaginar iria demorar muito para transferir um vídeo pequeno de 1 minuto em 4K a 60 fps.

Entretanto a nova câmera usa um novo codec de vídeo chamado HEVC (Codificação de Vídeo de Alta Eficiência) que reduz pela metade o tamanho dos arquivos salvando o armazenamento do seu smartphone ou PC e tempo de transferência.

Hero 6

E de fato o tempo de transferência foi rápido. Outro fator que influenciou nessa velocidade foi a frequência de 5Ghz usada na nova câmera que chegou a ser 3x mais rápida que na Hero 5.

O QuickStories, o app que monta os vídeos automaticamente com suas fotos e vídeos, continua sendo algo próximo da bruxaria. Ele localiza as mídias e monta uma colagem resumo incrível ainda permitindo a edição total da montagem.

Por mais que o novo codec, a frequência de 5GHz e o aplicativo facilitem bastante na hora de transferir seus vídeos ainda existem pontos complicados que podem ser melhorados.

Alterar configurações na telinha de 2” enquanto percorre um caminho de terra ou no meio de um downhill em cima da bicicleta é tarefa ingrata. Uma alternativa é usar os comandos de voz e sei que estou sendo chato, mas você que tem uma Hero 5 sabe do que estou falando.

QUALIDADE DE FOTO E VÍDEO

A nova GoPro Hero 6 traz novas especificações. Vídeos em 4K a 60 fps é uma novidade e está alinhado com as novas tendências do mundo da tecnologia e tudo isso na proporção 4:3

Isso quer dizer que você pode executar seus vídeos em 4K com 40% da velocidade (se sua edição final estiver a 24 quadros por segundo) e eles ficarão bonitos e suavizados.

  • Processador GP1
  • Vídeos em 4K a 60 fps e em 1080p a 240 fps
  • Compatível com QuikStories e GoPro App
  • Estabilização eletrônica de imagem
  • Zoom Touch
  • 3x mais velocidade de download com Wi-Fi de 5GHz
  • À prova d’água até 10m
  • Compatível com Karma, mounts e acessórios da GoPro
  • Modo de fotografia RAW e HDR
  • Controle de voz em 10 idiomas
  • GPS, Acelerômetro e Giroscópio
  • WiFi + Bluetooth

Hero 6

Slowmotion a 120 fps com 2.7k de resolução e 240 fps com 1080p são detalhes que buscam agradar o pessoal que curte esse efeito em seus vídeos.

O fato é que a Hero 6 é rápida.

Ela tem ótima estabilização de imagem, mas não faz milagres: ela continua sendo eletrônica e não óptica como na Sony Action Cam X3000R, a única que possui esse sistema.

O estabilizador de três eixos da câmera faz uso do acelerômetro e giroscópio para corrigir a estabilidade da imagem, mas não espere andar nas ruas de São Paulo e ver um vídeo como se estivesse em uma rodovia europeia.

O alcance dinâmico da Hero 6 evolui em relação a Hero 5 melhorando o desempenho nas fotos em lugares com pouca luz – graças ao novo processador.

Ela continua sendo uma ótima filmadora e uma câmera mediana com fotos que não serão iguais de uma DSLR como parece quando entra no site da GoPro. – O sensor ainda é o mesmo de 12Mp da Hero 5.

DESIGN E CONSTRUÇÃO

Mudanças externas? Zero. Você não saberia diferenciar a Hero 5 da Hero 6 e isso não é necessariamente algo ruim! Ela continua discreta, diminuta e leve. Ela dispensa a caixa de estanque até 10m de profundidade e tem um revestimento emborrachado.

Hero 6

Ela vem acompanhada de uma espécie de bumper de plástico e um mount para fixação. Sua de tela de 2” é sensível ao toque, mas ainda não é tão precisa como a tela touch de um smartphone.

A bateria é a mesma da Hero 5 em tamanho e capacidade. A localização do slot do cartão SD e dos conectores da câmera permaneceram todos nos mesmos lugares.

Naturalmente todos os acessórios anteriores continuam sendo compatíveis com o novo modelo o que não impede a GoPro de lançar mais acessórios ou remodelações.

O Shorty (abaixo, à direita) é um mastro extensível que pode ser guardado no bolso e ainda se transforma em um tripé. O Bite, dedicado aos surfistas, prende a câmera na ponta de uma prancha de surf.

Hero 6

OUTROS LANÇAMENTOS

FUSION

Trata-se de uma câmera de lente esférica 360º que está em pré-venda com previsão de venda em novembro.

Essa câmera usa sua lente dupla para costurar automaticamente duas imagens em uma única fotografia esférica podendo ser vista com headsets de realidade virtual ou em navegadores e smartphones.

É possível fazer isso via edição, mas dá uma belo de um trabalho… tem gente fazendo sucesso com esse tipo de foto.

Este é o primeiro modelo deste tipo da GoPro, mas a fabricante teve o cuidado de mantê-la compatível com todos os acessórios da marca.

Hero 6

As imagens são de alta qualidade e os vídeos se saem muito bem também, inclusive com “áudio em 360º”.

Ela é à prova de água (até 5m no máximo), tem 3” de altura e largura, faz vídeos em resolução 5.2K a 30 fps e registra imagens esféricas em 18MP.

A Fusion tem controle por voz, GPS, acelerômetro, giroscópio, bússola, Wi-Fi, Bluetooth e receberá acessórios extras.

Uma função extra é o OverCapture que faz o registro de vídeos esféricos que podem ser editados em quadros de 1080p com efeitos de bullet-time. Existe o modo Angel View, que corta o bastão da edição final e o modo Tiny Planet que cria uma pequena esfera em 360º de toda a perspectiva das lentes.

KARMA

O drone Karma da GoPro recebeu algumas atualizações como modo Follow, que segue o controle remoto por GPS (em contraste, os drones da DJI usam da visão para o mesmo modo) e o modo Watch, que manterá o drone no lugar, mas caminhará de lado para te seguir (de novo, por GPS).

Eu particularmente achei bem interessante esses dois modos, mas no restante não mudou nada de relevante no Karma.

Hero 6

GoPro Hero 6 Black vale a pena ou não?

A Hero 6 é sim melhor que a Hero 5 em diversos pontos e certamente é a melhor action cam disponível no mercado hoje.

O 4K a 60 fps e 240 fps em FullHd fazem a câmera brilhar e são um grande diferencial em relação a outras câmeras de ação concorrentes (ei, Sony… a GoPro mandou um beijo).

Ser parecida com a Hero 5 é um dos seus maiores trunfos, contudo também um dos seus maiores infernos:

  • Pouca autonomia da bateria
  • Lente e tela de LCD expostos a arranhões pela ausência do case
  • Touch impreciso, principalmente quando imersa na água

Hero 6

A Hero foi lançada por 399 dólares, mas a Hero 6 foi anunciada por 499 dólares. O quesito preço foi elogiado na versão anterior onde a fabricante conseguiu entregar uma ótima atualização pelo mesmo valor da Hero 4, contudo infelizmente isso não foi mantido na Hero 6.

Sendo bem sincero com você…

O vídeo 4K e slowmotion não valem a compra da Hero 6, pelo menos não para a maioria das pessoas. Parece estranho eu dar nota 4.2 para Hero 6 sendo que a Hero 5 obteve 4.0 pontos e ainda dizer que não gostei da câmera.

O melhor desempenho em situações de pouca luz, estabilização de imagem, melhor alcance dinâmico, velocidades de transferência mais rápidas são boas implementações, mas não acho que vale pagar 100 dólares a mais por isso.

Ela é uma boa câmera e evolução em relação a Hero 5, mas não o suficiente para me fazer gostar dela. Fica a impressão de que a GoPro realizou um grande lançamento de um equipamento requentado e maquiado pela gravação 4K, slowmotion e chip próprio.

A migração da Hero 4 para a Hero 5 vale a pena pelo salto de especificações e a ausência da caixa de estanque, porém esse salto é menor da Hero 5 para a Hero 6. Se o preço da Hero 6 fosse o mesmo da Hero 5 no lançamento até valeria a pena.

Eu indico a Hero 6 para quem não tem nenhuma GoPro, deseja comprar uma e possa pagar os 500 dólares (no Brasil o valor chega absurdos 2.499,00) que a fabricante pede.

Se você ainda quer uma GoPro e não tem toda essa grana, a Hero 5 ainda é uma ótima opção podendo ser encontrada por R$ 1.979,10 nas grandes redes varejistas.

A Hero 4 também é uma boa alternativa se você encontrar por R$ 1.500,00… acima desse valor compensa esperar e juntar mais um pouco para pegar a Hero 5.

E se você quer uma GoPro e não tem essa grana toda, a única coisa que te resta é chorar esse mundo injusto.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.