Segurem seus chapéus, porque você está prestes a mergulhar em algo que acreditamos ser um dos melhores cursos que já criamos, e algo que para você, caro membro de nosso Clube garantirá descontos adicionais.

Por mais de 6 anos nós estamos obcecados pela fotografia e nesse tempo nós aprendemos uma quantidade incrível de coisas bacanas, por isso compartilhamos aqui no site.

Hoje vou te dar algumas das melhores dicas que poderia dar durante esse tempo todo de experiência. São dicas que cobrem uma enorme variedade de tópicos e níveis de habilidade, mas que certamente vão te ajudar de alguma forma.

Chega de conversa fiada e vamos às dicas que eu sei que vocês gostam dessa parte.

# 1: Acredite que você se tornará o fotógrafo que você quer ser

Vamos começar com uma das coisas mais importantes para ter em sua mente, não importa onde você está com sua fotografia. É ela que te levará onde quer chegar. Todos os fotógrafos da história, incluindo os maiores, já estiveram exatamente onde você está agora e você pode se tornar grande também, mas você precisa acreditar, se levantar e fazer o trabalho que puder fazer para chegar lá. Com tempo e perseverança você pode chegar a qualquer lugar.

O mais impressionante é que você já está no caminho. Você está aqui, lendo sobre fotografia. Estudando isso. Expandindo suas habilidades. Abrindo sua mente. Então vamos manter isso e ajudá-lo em seu caminho para ser o fotógrafo que você sonha.

# 2: Não há certo ou errado. Só existe o que você quer

Demorou para eu aprender esse conceito, especialmente quando estava começando e aprendendo sobre todos os tipos de “regras“. É fácil ficar preso nisso pensando que há uma maneira correta de fazer uma foto, e uma maneira errada, mas isso é uma enorme simplificação.

Comece a ver as lições que você está aprendendo (incluindo todas essas dicas) como meras sugestões. Idéias para experimentar, mas, depois de considerar o conceito, sinta-se livre para ir na direção oposta e ver o que acontece.

Você é o fotógrafo aqui. Você está no comando. Não tenha medo de “arriscar, cometer erros e ficar confuso!”

# 3: Não tema o material técnico

Vamos usar o “fotômetro” como exemplo. Parece complicado. Sua câmera tem um e você pode ter lido sobre ele no manual até tentou descobrir como usá-lo, mas em algum ponto desistiu. Eu conheci muitos fotógrafos que simplesmente não ignoram o fotômetro por não saber utilizá-lo ou conhecê-lo plenamente.

A questão é que quanto mais você conhecer essa pequena ferramenta, mais simples ela se torna, e mais útil também.

Há tanto na fotografia que parece excessivamente complicado ou técnico, mas com um pouco de ajuda, você verá que é muito mais fácil de aprender do que você pensava, portanto não tema o técnico, exceto aquele que irá cortar sua internet – desse você precisa ter medo.

# 4: Os segredos da contraluz

Fotos na contraluz nada mais são do que imagens com uma fonte de luz (muitas vezes o sol ou talvez a luz de uma janela ou lâmpada) atrás do seu assunto. É uma técnica fantástica que produz imagens mágicas e dramáticas, mas que pode ser difícil de fazer também.

Às vezes pode ajudar a posicionar-se de modo que seu assunto cubra o sol. Basicamente, tente ficar em sua sombra. Isso impede que muita luz entre de frente na lente da câmera e lave sua foto. Pode levar algum tempo para acertar o ângulo e exposição, mas se tentar certamente conseguirá.

# 5: O truque “The Hand Trick”

Esse truque é simples.

Mantenha sua mão na sua frente com a palma voltada para você. Imagine que este é o rosto do seu modelo. Tome nota de como a luz se comporta nela. Em seguida, gire em círculo, mas cuidado para não ficar tonto, e preste atenção em como a luz muda em sua mão. Você poderá ver a qualidade da luz (suave ou dura), a intensidade da luz (baixa ou alta), a direção da luz (lateral, traseira ou frontal) e a cor da luz (quente ou fria ).

Uma vez encontrada a posição ideal, coloque seu modelo ou assunto exatamente no mesmo lugar. Isso pode soar um pouco bobo, mas realmente ajuda. É um do meus melhores truques e agora é seu. Use-o para valer e aproveite para ver esse conceito com um vídeo interessante sobre iluminação.

# 6: Aprenda as cores da luz

A luz possui cores diferentes. As definições de balanço de brancos da sua câmera destinam-se a compensar este fato, mas conhecer as cores da luz e como eles afetam suas imagens poderá ajudar imensamente sua fotografia.

A cor da luz muda a aparência final de suas fotos. Ele pode adicionar tons vermelho, laranja ou azul em toda fotografia que fizer e isso é ótimo principalmente quando você acaba misturando diferentes temperaturas, você pode produzir alguns resultados bem loucos.

Claro que isso pode causar problemas quando você está fotografando pessoas e quer manter o tom da pele natural. Se você tem duas temperaturas de luz diferentes, o jeito é simplificar ao máximo e eliminar as algumas fontes de luz para garantir que exista a temperatura de apenas uma luz predominante.

# 7: A maneira simples de focar

Existem alguns modos de focagem, mas para começar use apenas o ponto central de foco para que a câmera ignore todo resto. O ponto central é mais sensível, preciso e torna super rápido para focar. Você coloca o ponto de foco central sobre o objeto que deseja focar, pressiona o obturador até a metade para focalizar e então (e esta é a chave), mantendo a liberação do obturador ainda na metade, move a câmera ligeiramente para recompor o quadro.

Comece a praticar isso que certamente a focagem em suas imagens melhorar consideravelmente. Eu já tentei uma tonelada de métodos diferentes, mas isso é o que uso 98% do tempo.

# 8: Evite grande aberturas

Outra dica técnica aqui que eu custei para aprender foi: evite fazer fotos com abertura máxima. Se você tem uma lente de 50mm f/1.4, não faça fotos somente com ela em f/1.4. É tentador, é claro. Você pagou por aquela abertura super grande, mas há duas razões pelas quais isso não é uma boa idéia.

A primeira, e mais importante, é que a grande maioria das lentes desfocam excessivamente em sua abertura máxima. Isso significa que os detalhes da sua imagem não serão tão nítidos.

A segunda razão é que às vezes essa não é a melhor escolha para o tipo de foto que está tentando fazer. Por exemplo, se você fizer um retrato de em f/1.4 com sua 50mm, as chances são de que ambos os olhos não estarão em foco, porém usando f/2.8 seu assunto estará focado e ainda terá um bokeh atraente no fundo da imagem.

Não precisa ter medo de grandes aberturas, pois quanto mais confortável você estiver com toda a gama de profundidade de campo que sua lente pode produzir, mais será capaz de fazer a escolha certa para a imagem específica que está criando.

# 9: O comprimento focal é mais importante do que você pensa

Quando começamos na fotografia sabemos que uma lente grande angular mostra mais da cena e uma teleobjetiva aproxima do assunto, contudo o comprimento focal vai muito além disso.

Um efeito realmente importante do comprimento focal que você precisa saber é o chamado de compressão. Ele refere-se a como a distância focal mostra as distâncias entre os objetos em sua cena, ou seja, entre seu assunto e o fundo, por isso atenção para não chapar sua imagem!

# 10: Considere o objetivo da sua fotografia

Fotografia é antes de tudo pensamento. É visual. Portanto, tome o tempo para pensar sobre o objetivo de uma determinada imagem. Visualize em sua mente a cena.

Pergunte a si mesmo o que você está tentando comunicar com a foto. Por que você se importa com isso? Por que você deseja compartilhá-lo com seus espectadores? O que você quer que eles pensem quando virem sua imagem? O que você quer que eles sintam?

Estas perguntas nem sempre são fáceis de responder, mas quanto mais você tentar descobrir essas respostas, mais fácil serão as decisões técnicas. Cada decisão que você faz sobre configurações, distância focal, composição – tudo isso muda a mensagem que você está comunicando. Saber mais sobre essa mensagem com antecedência irá ajudá-lo a tomar decisões no momento da foto.

# 11: Mantenha a mente aberta

Eu acabei de dar monte de conselhos aqui, mas de certa forma você pode simplesmente ignorar tudo. Sim, estes são conceitos e dicas que me ajudaram muito com a minha fotografia e espero que possa te ajudar também! Haverá momentos para misturar a luz, momentos para usar grandes aberturas ou momentos para usar um ponto de foco diferente.

A coisa mais importante que você pode fazer em sua carreira na fotografia é manter sua mente aberta. Esteja aberto a idéias, técnicas e configurações que encontrar no seu caminho. Esteja disposto a aprender algo novo. Esteja disposto a questionar o que você pensou que já entendia.

Uma mente aberta pode aprender, crescer e se expandir. Uma mente fechada permanece presa.

As 11 melhores dicas que posso te dar hoje

Acabei mandando várias informações para você! E, claro, esses são apenas alguns pontos rápidos para pensar. A fotografia é esta mistura incrível de conhecimento técnico e pensamentos e espero que estas dicas tenham ajudado você em ambos os sentidos!

Se você apreciou esta dicas e técnicas da fotografia, e quer aprender mais, certifique-se ler alguns dos nossos melhores tópicos:

Se você quiser aprender a controlar sua câmera, use o modo manual e fique mais criativo e confiante com sua fotografia. Considere fazer parte do clube do Verena e fique esperto que nosso curso está sendo finalizado!

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.