A mini sessão é, muitas vezes, a melhor maneira de obter novos clientes e dar a eles um gostinho de quero mais, criando uma fidelização do cliente e abrindo espaço para trabalhos futuros, mas ela pode ser muito mais do que simplesmente isso.

Trata-se de uma ferramenta extremamente poderosa que poucos fotógrafos usam e quando usam, falham miseravelmente. O artigo de hoje visa identificar os 10 erros mais comuns na estratégia das mini sessões e como podemos consertá-los.

Para quem não sabe, mini sessões são sessões de fotos de curta duração, no máximo 30 minutos, em ambientes controlados (estúdios) ou abertos (parques e etc), com 2 trocas de roupas se precisar, registrando de 5 a 10 fotos no máximo com a opção de álbum ou não, podendo ser desde newborn até fotografia de família.

Geralmente mini sessões partem de R$ 380, mas isso depende muito de como você calcula o preço de suas fotos. O ideal é sempre manter o valor bem acessível para servir como ponte para uma sessão completa, um álbum maior ou a venda de outros produtos. A mini sessão é o momento de cativar seu cliente e mostrar seu trabalho sem ter muito trabalho (não deu para evitar o trocadilho, mals aê).

Infelizmente são poucos os fotógrafos que usam esse poderoso instrumento de fidelização e geração de renda; e quando conseguem usar, o resultado é desastroso.

O que pode estar acontecendo de errado? Por que suas mini sessões não são um sucesso? O que você pode fazer para se dar bem nesse primeiro contato com o cliente?

Mini sessão

#1 – Você não está usando a palavra “Mini Sessões”

Muitos fotógrafos simplesmente postam suas mini sessões no Facebook e não usam a palavra mini sessão. Eles não indicam que aquelas fotos fazem parte de uma mini sessão e que se alguém quiser saber mais basta entrar em contato.

Sem divulgação fica complicado ganhar novos clientes. Eles precisam saber que você realiza mini sessões, saber as modalidades, preços e como funciona a mini sessão. Eles precisam ver no seu portfólio como são suas mini sessões.

#2 – Você não está atraindo seus clientes ideais

Mini sessões podem ser uma ótima maneira de obter novos clientes, mas você precisa ter cuidado para não atrair somente esse tipo de cliente, ou seja, pessoas que querem apenas pagar um valor baixo por uma sessão fotográfica.

As mini sessões são apenas um modo de facilitar o contato do cliente com seu trabalho. Entenda facilitar o contato como “pagar menos” já que sessões completas costumam custar mais caro do que as pessoas tendem a querer pagar.

Por isso você precisa ter certeza de que está focando seu trabalho no cliente ideal (público alvo) e não usando as mini sessões para competir em preço com outros fotógrafos mais baratos, porque isso NUNCA vai beneficiar o seu negócio.

É claro que as mini sessões devem custar menos do que a sua sessão típica, mas ainda assim deve ser fixado um preço que reflita seu trabalho como ensinei no artigo Como cobrar pelas suas fotos – Método definitivo, o que nos leva ao próximo erro …

#3 – Não há nada de especial nas mini sessões, exceto o preço mais baixo

No fundo, as mini sessões são apenas sessões comuns de fotografia, por isso você precisa fazer algo diferente para tornar as mini sessões especiais e mais atraentes. O preço baixo é um grande chamariz, mas mini sessões temáticas que ficam disponíveis em apenas um determinado dia são uma ótima maneira de levar as pessoas a reservar o trabalho com você.

Fazendo um número muito limitado de mini sessões ao longo do mês também vai incentivar as pessoas a reservar agora em vez de esperar até o dia da sessão. Oferecer um produto exclusivo que só estará disponível para os clientes de mini sessão é uma técnica interessante também.

Você precisa bolar mais razões além do “é mais barato” para um cliente fazer uma mini sessão com você porque esta razão por si só não é uma grande motivadora para o tipo de clientes ideal que deseja.

#4 – Você está dando muito por pouco

Vamos dizer que a duração da sua sessão normal é de cerca de uma hora. Se você estiver fazendo mini sessões de 20 minutos, logo está usando um terço da sessão completa o que pode levar seus clientes a quererem pagar 1/3 do valor da sessão normal.

Entretanto, você ainda precisa editar as fotos, inseri-las no seu fluxo de trabalho, imprimi-las, talvez encaderná-las e tudo isso precisa ser cobrado.

Basicamente eu recomendo que o preço da mini sessão seja 2/3 do valor da sessão completa. Dessa forma a mini sessão não fica sucateada, com preço muito baixo, o valor cobre todo o seu trabalho de fazer, produzir, criar, pós editar e imprimir as fotos.

mini sessão

#5 – Você está cometendo excessos

Tudo bem entregar brindes. Acho até que essa é uma bela estratégia para cativar ainda mais seus clientes, mas cuidado para não exagerar na dose. Lembre-se que a ideia é usar as mini sessões para fidelizar o cliente e transformá-lo em um cliente ideal, ou seja, no cliente que compra uma sessão completa, um book, um ensaio inteiro.

Uma mini sessão entrega no máximo 10 fotos para o cliente, se você prometer 10 imagens em uma mini sessão, mas entregar 15 fotos de brinde, por que eles iriam querer uma sessão completa de 25 imagens pagando mais caro por isso?

Os números são fictícios, mas exemplificam o que pode acontecer. Se quer entregar imagens de brindes, faça isso na contratação da sessão completa.

#6 – Você não está oferecendo um upgrade

Quando alguém contrata você para uma mini sessão é como se tivesse vencido metade de uma batalha. Se seu objetivo é conseguir mais clientes e transformá-los de “cliente mini” em clientes regulares ou clientes sessão completa, por que não oferecer um upgrade imediato no momento da mini sessão?

Vamos pensar sobre isso: Quando alguém reserva com você uma mini sessão de 10 fotos por R$ 380, você oferecer um upgrade para uma sessão de uma hora de duração por apenas R$ 200 a mais (e, em seguida, listar os benefícios adicionais como o estilo do álbum, quantidade de fotos, local personalizado).

Se a resposta for sim, então você não só transformou um cliente mini em um cliente sessão completa como ganhou espaço extra para um outro novo cliente. Se a resposta for não, você ganhou uma mini sessão, ou seja, ganhou dos dois jeitos.

As pessoas estão acostumadas a serem questionadas se querem adquirir adicionais na contratação de um serviço ou na compra de um produto, por isso não se acanhe. Ofereça!

#7 – Você tem pacotes que limitam suas vendas

Se seu pacote de mini sessão entrega todas as imagens digitais como parte do preço da mini sessão, então seus clientes não terão absolutamente nenhuma motivação para comprar qualquer outra coisa que você oferecer.

Planeje pacotes ou planos de mini sessão que oferecem pouco ou o mínimo necessário, porém sempre mostrando que há pacotes adicionais que podem ser adquiridos por um preço camarada. Você vai se surpreender com o quanto eles podem comprar.

#8 – Você não sendo pessoal

A internet está aí para nos ajudar e encurtar distâncias e não há nada errado em usá-la para esses fins, porém, quando se fecha um contrato, o olho no olho tem um peso inacreditável na concretização do acordo.

Quando for vender sua mini sessão, separe um tempo para se encontrar com seu cliente, seja ela vindo até você ou você até ele. Provavelmente ele já entrou um contato com suas fotos por meio do seu site ou página no Facebook e com você via telefone ou WhatsApp. Este é o segundo encontro, por isso você deve dar total atenção a esse momento.

Aproveite essa oportunidade para se apresentar, mostrar seu trabalho, suas outras fotos e corrigir os erros 6 e 7.

#9 – Você não prepara seus clientes para a sessão

As mini sessões são mais livres e informais que as sessões completas e por isso mesmo podemos cair no erro de não preparar os clientes para a sessão, lembre-se que eles provavelmente nunca fizeram uma sessão fotográfica.

Marque com ele 30 minutos antes da sessão para dar instruções, conversar e falar sobre o que vai ocorrer.  Mantenha contato via e-mail, SMS ou whats informando sobre o que levar, como se preparar, o que acontece se atrasarem e etc. Mantenha-o informado.

#10 – Você não está falando sobre seus demais trabalhos

Em primeiro lugar, você não está falando a seus clientes mini sobre outros produtos e serviços que pode oferecer quando eles reservam uma sessão completa ou explicando os benefícios da sessão completa em relação à mini sessão.

Segundo, você não está mantendo contato com eles depois das mini sessões. O e-mail marketing é de longe a ferramenta mais poderosa que você pode usar para enviar promoções, nossos serviços, sessões completas e produtos.

A ideia é que você informe, fale, notifique sobre as vantagens que você oferece em relação aos outros fotógrafos do seu mercado antes, durante e depois de uma mini sessão.

Supresa

Mini sessão é a solução

Não importa por onde você olhe, a mini sessão é uma grande sacada para angariar novos clientes, fidelizar, ser um brinde/mimo e fazer clientes regulares gastarem mais um pouquinho com fotografia, porém você precisa usar esse recurso de forma efetiva.

Se ainda não realiza mini sessões, considere começar, mas comece certo. Se já tem essa prática e se identificou com alguns erros listados aqui, então é hora de consertá-los.

Se gostou deste artigo, me dá uma mão? Na verdade, pode ficar com ela, quero mesmo é que se inscreva no site para impulsionar mais artigos como este. Se ficou com alguma dúvida ou quer comentar alguma experiência extra sensorial manda bala ali embaixo nos comentários.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.