Fotógrafos de paisagem, vocês tem um parafuso a menos na cabeça.

Você já ouviu falar de um tal de Ansel Adams? Não? Mas Tony Stark você conhece, né?

Ansel Adams foi um dos maiores mestres fotógrafos que já passou pelo nosso planetinha azul e certa vez disse que “a fotografia de paisagem é o teste supremo para o fotógrafo e, frequentemente, seu maior desapontamento”. Deixe-me adivinhar: não entendeu?

Vamos recapitular: quando estamos diante de uma paisagem, vivenciamos três dimensões, porque o mundo em que vivemos possui três dimensões. A dimensão negra, força de aceleração, mundo dos espelhos ou a zona fantasma não contam ok? Deixe os quadrinhos de lado por hora.

Como se não bastasse isso, além da visão, nos relacionamos com o ambiente através da audição, olfato, tato e, em alguns casos mais estranhos,  com o paladar e ainda tem o detalhe das emoções que certos ambientes nos trazem. Está comigo até agora?

Aí você resolve fotografar uma paisagem e precisa transportar para uma imagem bidimensional a profundidade do local e tudo o que ela representa, através de nossos sentidos e emoções. Colocar tudo isso no papel.

Agora leia a frase do mestre Ansel Adams novamente. Faz sentido o que ele disse ou não?

Basicamente a fotografia de paisagem está baseada em quatro pilares: uma ideia clara do que fotografar, o uso correto da técnica, a escolha da luz adequada e a organização dos elementos no quadro fotográfico (também chamada de composição). Quando esses pilares são corretamente cumpridos, a fotografia de paisagem nos tira o fôlego e enche nossos olhos.

Ser um fotógrafo de paisagem profissional é por si só ter um parafuso a menos. Eu admiro de coração meus colegas fotógrafos de paisagem que consegue imprimir toda essa gama de informações em 150cm² de uma foto.

Vou listar as 5 razões porque eles são malucos, mas criam imagens fantásticas. Se você terminar este artigo se achando louco, parabéns! Você é um fotógrafo de paisagens.

Razão 1 – Não existe horário

Dizem que:

“Uma boa luz acontece, quando acontece”.

A menos que você viva nas latitudes superiores ou inferiores extremas do nosso planeta, isso significa o nascer e o pôr do sol. Fazer fotos do nascer do sol é complicado, se você gosta de dormir. Um nascer do sol às 5h da manhã pode significar levantar-se às 2h da madrugada para chegar a um local.

Nos dias bons recebemos cerca de 30 minutos de luz excelente para uma boa foto, uma janela extremamente pequena para se testar a luz, o enquadramento, fotografar, corrigir, voltar a fotografar e antes que a maioria das pessoas coloque a primeira xícara de café na boca, os fotógrafos de paisagens já trabalharam o equivalente a um dia inteiro.

Chegar o local perfeito para fazer uma foto do nascer do sol pode incluir uma bela caminhada, em total escuridão e geralmente por um terreno irregular. Quem sabe por um caminho estreito na borda de um penhasco, seguido de perto por animais que ainda não fizeram seu desjejum.

Enquanto a maioria das pessoas desfrutam de um farto café da manhã, os fotógrafos de paisagem estão carregando equipamentos pesados nas costas. E quanto à astrofotografia, você poderia perguntar.

Puxa, que fantástico! O melhor dos dois mundos: sono e fome. E geralmente frio. Se você é uma coruja noturna, tudo bem… talvez esteja apenas com fome e frio. Fora o contante medo de ser atacado por algum bicho enquanto espera a foto ficar pronta.

Eles são malucos, mas sabem fazer fotos do nascer do sol como ninguém.

Fotógrafos

Razão 2 – Viajam longe, para momentos curtos

Os fotógrafos de paisagem viajam centenas ou milhares de quilômetros por breves momentos de luz.

Essa viagem pode incluir vários aviões, trens, carros e adicione na conta uma caminhada fisicamente exaustiva em temperaturas extremas (frias ou quentes).  Não são raras as vezes que eles se perguntam: “Por que eu estou fazendo isso?”.

Ah… você não se esqueceu os equipamentos pesados, né? Todo esse trajeto que falei acima é feito carregando malas e bolsas pesadas com lentes, tripés pesados, set de câmeras e um belo sistema de backup para evitar perder suas fotos durante a viagem. Resolveu levar água para a viagem? Ótima ideia, contudo a água é mais pesada quando não está em nossos corpos. Surpreendentemente pesada.

Dependendo do clima e outras condições, é possível que seja necessário levar equipamentos de acampamento também.

Fotógrafos

A Astrofotografia é quase uma tortura porque eles tem que ficar longe de qualquer cidade para aproveitar um céu escuro. E entenda que “qualquer cidade” quer dizer “toda cidade”, inclusive as pequenas. As luzes de uma pequena cidade são suficientes para arruinar uma foto do céu noturno.

Na minha opinião acho que os fotógrafos de paisagem estão mapeando as áreas do planeta que ainda não foram descobertas. Tem gente que está encontrando metade dos 3% dos Estados Unidos não cobertos pela AT&T.

Razão 3 – Ficam desconfortáveis com as próprias fotos

Sair da cama e chegar ao local é apenas o começo. Eles querem ângulos únicos e composições fortes. Querem sua própria visão sobre uma paisagem antes de qualquer um. Perfeccionistas irremediáveis.

Acho incrível que mesmo depois de dedicar vários dias fora de casa, suportado picadas de insetos, clima inclemente, bolhas…. malditas bolhas, queimadura de sol, cortes, aranhões e ficar parado – sim … parado. Isso é muito mais difícil do que parece – o fotógrafo de paisagem vira e me diz que a foto não ficou boa depois de ter feito uma imagem incrível.

Malditos perfeccionistas! Você têm um parafuso a menos! Sua foto ficou impressionante!

Fotógrafos

Razão 4 – Investem horas em uma única foto

O planejamento, a viagem e o tempo em campo são horas investidas para fazer uma única foto.

Eles passam horas aprendendo mais sobre seus equipamentos, horas trabalhando em quadros imaginários para determinar as distâncias focais e aberturas mais interessantes – para cada uma das lentes que possuem. São horas investidas no estudo dos melhores filtros e como eles podem melhorar sua fotografia.

Feita a foto é hora de passar horas e mais horas editando a imagem. Qualquer sinal de poeira deve ser eliminado, o tom, a cor, o contraste e a nitidez precisam estar perfeitos assim o balanço de branco deve ser perfeitamente ajustado.

São camadas e mais camadas no Photoshop te tal forma que o “boa noite e boa semana” do Fantástico é uma mera lembrança. Esses caras, fotógrafos de paisagem, são doidinhos.

Fotógrafos

Razão 5 – Eles farão tudo de novo

As 4 razões acima podem ser boas justificativas para você nunca ser fotógrafo de paisagem, mas se essa veia está em você pode ter certeza que você fará tudo de novo, mesmo que tenha que sofrer tudo outra vez.

Depois do planejamento, aprendizagem, viagem, caminhada, músculos doloridos, os cortes, as contusões, as alegrias, os desapontamentos – as horas investidas em um único frame …  eles simplesmente não aguentam esperar para sair novamente em busca de outra aventura e outra foto.

Basta a dor passar, as férias chegarem e ter grana no bolso para começarem a planejar novamente. O ciclo se repete.

Mesmo que não consigam a foto perfeita e a viagem tenha sido um fiasco, eles querem e vão tentar novamente. Talvez os fotógrafos de paisagem sejam os fotógrafos mais loucos que eu conheço, mas fico imaginando como seria o mundo sem eles.

Fotografia de paisagem é um trabalho de amor. As excursões podem levar dias, semanas ou mesmo meses de planejamento. A Mãe Natureza pode ou não cooperar e são tantas variáveis que me da dor de cabeça só de considerar.

Fotógrafos

Os fotógrafos de paisagens são os mais loucos apaixonados pela fotografia

Quando um fotógrafo de paisagem aprende a fotografar de verdade, um universo de oportunidades se abre para ele. Uma fotografia de paisagem só terá sucesso quando a composição de todos eles elementos, bem misturados, conseguir atingir o coração das pessoas.

A paisagem é um dos gêneros mais populares da fotografia e assim será por muitos anos. A primeira fotografia foi de uma paisagem! Joseph Nichephore Niépce fotografou, em 1827, uma vista da janela de seu estúdio, no segundo andar de sua propriedade rural na França.

Por causa daquela foto, hoje fotógrafos se aventuraram pelo mundo, por seus cantos mais longínquos e remotos, escalando montanhas, atravessando oceanos, vencendo geleiras, cruzando os continentes e suas cidades para registrar uma paisagem. Quantos lugares pudemos visitar pelas lentes de tantos fotógrafos!

O espírito de exploração move o fotógrafo de paisagem. Ele está sempre em busca de novos horizontes, novas vistas, novas interpretações de um mundo em constante mudança, registrando paisagens que talvez daqui alguns anos não existam mais.

Dedico este post a todos os fotógrafos de paisagens espalhados pelo mundo. Se você for um e está lendo este artigo, saiba que suas fotos são perfeitas e que seu trabalho é incrível. Obrigado por registrar imagens magníficas e deslumbrantes, obrigado por fazer parte da mundo da fotografia e contribuir com imagens que denunciam, emocionam, revelam e contam histórias.

Vocês têm um parafuso a menos, são loucos, mas apaixonados pela fotografia e é ela quem nos une e nos faz parte de uma grande família.

Fonte: PetaPixel e Imagens: Wallup

  • Gabriel Caldas

    Gostei muito do efeito da luz sobre os copos, parecem que estão em chamas. Muito legal o Efeito !!

    • J. R. Caldas

      Finalmente você leu alguma coisa que escrevi….. será que é preciso fazer sempre um comentário sobre você para que leia meu blog?

  • Bia

    Primeiro, ilha ra tim bum foi produzida quando nao eramos mais criancas (lembre-se que vc eh apenas 22 dias mais novo do que eu). Eu nunca assisti! Mas a referencia foi boa.
    Segundo, ri muito com esse post. Gostei da comparacao das costelas do dino com as suas! hehe…

    • J. R. Caldas

      O programa foi ar entre 2001 e 2004, ou seja, eu tinha 14 anos. Praticamente um bebê. Obrigado pela visita.

  • Tom Alves

    Porque vcs nao informam a fonte do texto qur vcs traduziram ou copiaram?

    • Olá, Tom.

      Falha na revisão do texto. Já foi consertado

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.