Os sensores de imagem conseguem capturar a luz e transformá-la em informações digitais para formar as fotografias que vão para o Facebook, mas como eles conseguem fazer isso? O sensor é composto por um conjunto de sensores menores que capturam espectros diferentes da luz que entram na sua câmera pela lente.

Existem dois tipos principais de sensores, o CMOS e o CCD. Ambos possuem prós e contras, contudo você precisa saber quais são as principais diferenças entre eles: a forma como coletam as informações interpretadas pelos seus sensores menores.

sensores.

O artista Raymond Sirí criou esses dois vídeos que você irá assistir abaixo para usar em um processo que ele moveu contra a Canon. No primeiro você vê o procedimento de leitura do CMOS  e o segundo o processo acontecendo no CCD.

Diferenças entre os Sensores

Em uma rápida pesquisa você notará que a maioria dos sensores é CMOS e pelo vídeo perceberá que ele coleta as informações em linha de sensores. Cada linha é lida de uma vez, processada e armazenada para construir uma foto.

Já o sensor CCD o procedimento é diferente. O sensor captura a luz de todas as linhas de uma vez e faz a leitura em seguida tornando o processo mais rápido.

Processo no CMOS
Processo no CCD
Observação

Basicamente a grande diferença entre os sensores, em termos simples, é a velocidade de captação e conversão da luz em sinal digitais. Qualidade? São praticamente iguais, por isso não se preocupe com esse detalhe se for comprar uma câmera nova afinal duvido que irá sentir a diferença entre 0,0000000234 segundos de um sensor e 0,0000000563 segundo do outro.

Dá uma força pra mim? Se inscreva no Verena? Eu podia estar matando, podia estar roubando, mas estou aqui só te pedindo pra me ajudar! É de graça, gente… para de preguiça! 🙂

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.