Siglas. Sempre elas…

Uma das coisas que sempre me atormentou e ainda me atormenta são abreviações. A juventude de hoje (falando assim até pareço ter 50 anos) cria siglas, símbolos e abrevia tudo o que escreve e para perceber isso basta acompanhar os comentários de alguma foto postada no Facebook… é como uma língua própria. Talvez isso seja reflexo da “mente abreviada” de nossos jovens ou da cultura rala deles que é mais limitada ainda, porém as siglas existem e estão presentes até mesmo no mundo da fotografia.

SWM? ED? DX? G? Que raios é isso? Aposto que você já deve ter feito essa mesma pergunta (talvez sem o “raios”) ou ainda não saiba os significados de algumas siglas que as fabricantes de equipamentos fotográficos utilizam, por isso vamos esclarecer de uma vez por todas o que essas siglas querem nos dizer e tenha certeza que isso é extremamente útil quando for comprar uma lente nova (ou usada).

AS SIGLAS DA NIKON   

ED: Extra Low Dispersion Glass
Essa sigla nada mais é do que uma referência ao vidro ou cristal de alta qualidade que corrige a aberração cromática (aquela dispersão produzida por lentes que possuem diferentes índices de refração para diversos comprimentos de onda luminosa. By Wikipédia).

Lentes ED possuem ganhos de nitidez e reprodução de cores, pois os elementos internos são de melhor qualidade. São lentes mais caras produzidas pela Nikon e com benefícios das lentes feitas a partir de cálcio fluorite, porém, mais resistentes.

Siglas da Nikon
D: Distance (essa é óbvia né? – risos)
Lentes marcadas com o D informam a distância entre a câmera e o que estamos fotografando. Isso é útil porque foi possível criar diversos avanços na fotometria matricial 3D e no sensor do flash, permitindo que o flash fizesse uma iluminação mais correta e equilibrada.

G
A lente não possui anel de controle de aberturas e é própria para uso com câmeras que permitam o controle de aberturas no próprio corpo. As lentes G também informam a distância do assunto focalizado (D) para a câmera.

IF: Internal Focus
Altera-se o foco sem alterar o comprimento da lente inclusive sem girar seus elementos. O movimento dos elementos estão resumidos à parte interior, sem alteração de tamanho externo da objetiva, o que permite objetivas mais compactas e leves, além de distância de foco mais curtas.

Siglas da Nikon 1AF: Autofocus
Essa sigla é clássica! Existe toda uma discussão em torno dessa sigla com relação ao modo como a Nikon e a Canon usam o autofoco em suas lentes.

As lentes AF foram lançadas em 1992 e conseguem fazer o foco automaticamente desde que a câmera possua motor de foco incorporado ao corpo. Objetivas AF não são indicadas para as DSLR de entrada, pois elas não possuem motor de foco incorporado ao corpo. Isso pode ser ruim e pode ser bom: ruim porque esse motor faz muito barulho e pode atrapalhar quando for fazer filmes com sua DSLR e bom porque as lentes AF são mais baratas que as AF-S.

Siglas da Nikon 5Somente DSLR’s Semiprofissionais e Profissionais possuem motor de foco no corpo e podem usar lentes AF para ter foco automático, ou seja, ao segurarmos o disparador pela metade a câmera focaliza sozinha o objeto a ser fotografado. Entretanto, se quiser usar uma AF em uma DSLR de Entrada, fique à vontade, mas já vá treinando o MF (manual focus).

AF-S: Autofocus Silent
O sistema AF-S foi introduzido pela Nikon em 1996 e nada mais é do que o motor AF embutido na lente: o foco é feito por um motor silencioso dentro da lente ao invés de estar dentro da câmera com o motor barulhento. A lente AF-S faz o foco de forma silenciosa e mais rápida do que a lente AF.

Objetivas AF-S são as mais recomendadas para as DSLR de Entrada por não possuírem motor de foco interno no corpo da câmera. As AF-S II são mais leves e mais compactas. Fique atento.

Siglas da Nikon 2DC: Defocus Control
Essa sigla referencia um tipo de lente que permite ao fotógrafo controlar o grau de aberração esférica no fundo ou à frente do assunto apenas girando o anel DC.

CRC: Close Range Correction
Encontrado em lentes olho-de-peixe, grande angular, macro e meias teles, o CRC promove uma qualidade superior de focagem em distâncias próximas e quando a distância aumenta. Cada grupo de lentes se move independentemente quando vamos focalizar, aumentando a performance de focagem, quando vamos alternar entre um foco próximo e outro distante. Isso confere um desempenho superior da lente em fotografias em curta distância.

Siglas da Nikon 3
PC: Perspective Control
Como o próprio nome diz, lentes com essa tecnologia alteram o eixo lateral em relação ao plano do sensor, permitindo o reposicionamento da câmera para reduzir a convergência das linhas verticais. Isso é muito útil em fotografias de arquitetura quando se fotografa um prédio de cima para baixo.

.
N – Nano Crystal Coat
Mais uma sigla famosa: o nano cristal é um tratamento feito na superfície das lentes de revestimento que produz uma sensível redução da reflexão da luz que incide perpendicularmente ao eixo.

RF: Rear Focusing
Sistema em que somente o grupo óptico traseiro da lente se movimenta para fazer o foco automático de forma mais rápido e suave.

VR: Vibration Reduction
Outra sigla famosíssima. O VR foi uma inovação óptica que minimiza o “treme treme” da câmera (ou do fotógrafo que a segura) como se ele estivesse usando 3 pontos a mais de velocidade. A versão VRII pode equivaler até 4 pontos.

Siglas da Nikon 4

M/A
Sempre teve dúvidas nessa sigla, não é mesmo? Essa nomenclatura é dada para a chave que troca o modo Manual de foco para o modo Automático de foco. Tudo bem rápido e simples.

Esperamos que com essas dicas das siglas você já possa diferenciar os vários tipos e usos das lentes da Nikon. Podemos garantir que sabendo essas dicas você está apto a escolher lentes cientes dos potenciais de cada uma.

Você tem mais alguma sigla que queira adicionar em nossa lista? Deixe nos comentários!

 

Fonte: Nikon USA

 

 

 

  • isabellaglaf

    DX. Gosto muito do site.

    • Olá, Isabel.

      Que bom que gosta do nosso site. COntinue conosco

      Caso tenha dúvidas sobre fotografia e equipamentos, volte a falar conosco. Se não for um leitor assinante do site, não perca a oportunidade de se inscrever: digite seu e-mail no campo indicado ou no botão “+” no canto inferior direito para receber uma notificação em sua caixa de entrada toda vez que publicarmos algo novo.

  • exemplo: Lente Sigma 24-70 2.8 EXDG AF para Nikon. E este EXDG ???

    • Olá, Rodrigo.

      As siglas são muitas, por isso não dá para comentarmos sobre tudo. Com relação à sua dúvida, a sigla EXDG deve ser separada em EX que é uma coisa e DG que é outra coisa.

      EX – (Excellence ou algo assim – risos) – Linha de lentes e câmeras profissionais da Sigma
      DG – (Digital) – Lentes projetadas para câmeras DSLR, embora possam ser usadas em câmeras 35mm

      É tanta sigla inútil que me faz pensar que elas existem apenas para impressionar o consumidor

    • Isabella

      Oi Rodrigo!
      EX = Pro , quer dizer que ela tem uma construção melhor

      DG= aceitável em uso digital, há uma camada especial na lente.

      Talvez vc veja:

      HSM= High speed motor
      DC= apenas para sensor crop
      DF= dual focus ( que previne que o anel de foco se mova em AF)
      IF= internal focus

      • Olá, Isabella.

        Agradecemos de coração sua contribuição ao site. Muito leitores vêm até nós para sanar dúvidas, mas são poucos os que retornam e mais raros ainda o que partilham seu conhecimento para ajudar os outros leitores.

        Esperamos contar mais vez com sua presença nos ajudando a ajudar!

        Não perca a oportunidade de se inscrever: digite seu e-mail no campo indicado ou no botão “+” no canto inferior direito para receber uma notificação em sua caixa de entrada toda vez que publicarmos algo novo.

  • isabellaglaf

    Eu que agradeço!

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.